Foto: Santuário de Fátima

Fátima, 09 set 2019 (Ecclesia) – O bispo da Guarda presidiu este domingo à Missa que reuniu milhares jovens participantes da Peregrinação Nacional dos Convívios Fraternos ao Santuário de Fátima.

“Na vossa memória estão certamente aqueles três dias de experiência forte de encontro vivo com a pessoa de Cristo, em clima de festa, de partilha fraterna, de oração e de silêncio. Também lembrais como eles modificaram profundamente a vossa vida, fazendo do quarto dia aquela novidade de entrega generosa ao serviço dos irmãos, que esperam de vós a novidade e a diferença do Evangelho”, disse D. Manuel Felício, num momento que culminou com uma ovação da assembleia.

Numa intervenção divulgada pelos serviços de informação do Santuário de Fátima, o responsável evocou ainda a celebração da festa da Natividade da Virgem Santa Maria.

“Nós queremos dizer sim, como Maria, ao convite que o próprio Jesus nos faz para O seguirmos, muito de perto, colocando a Sua pessoa acima de tudo, incluindo os bens mais sagrados, como é o caso da família. O mesmo se deve dizer dos bens materiais, que a nossa condição humana não pode dispensar, mas que devemos saber sempre colocá-los no devido lugar”, alertou.

D. Manuel Felício salientou a importância do uso das capacidades humanas em prol do desígnio de Deus e da construção de “um mundo melhor”.

“Quando sabemos conjugar as nossas capacidades com os dons que nos vêm do Alto e o dom do Espírito Santo ficamos mais capazes de perscrutar os desígnios de Deus e de compreender melhor o mundo que nos envolve, para dar a devida atenção às nossas relações humanas”, apontou.

Para além dos jovens dos Convívios Fraternos, participaram na celebração peregrinos vindos do território nacional e também do estrangeiro: Espanha, Itália, Alemanha, Suíça, Polónia, Irlanda, Estados Unidos da América, Índia, Sri Lanka, Vietname e Indonésia.

OC

 

Partilhar:
Share