D. Francisco Senra Coelho lamentou «tantas partidas de jovens» do Alentejo, à procura de melhores condições de vida

Foto: Arquidiocese de Évora

Coruche, 22 nov 2022 (Ecclesia) – O arcebispo de Évora saudou a mobilização de quase 500 participantes na Jornada Diocesana da Juventude, que decorreu este sábado, em Coruche.

“Uma onda juvenil que ressalta ao olhar, cerca de cinco centenas de jovens de toda a diocese, com uma dimensão de procura, de busca, com um olhar vivo. Eles querem ver, eles querem encontrar o sentido da vida”, disse D. Francisco Senra Coelho, em declarações enviadas hoje à Agência ECCLESIA.

O arcebispo da diocese alentejana salientou que são muitas coisas que “percorrem pelo íntimo de cada um destes jovens” – o seu sonho, a sua dedicação ao estudo, os cursos -, mas também a pergunta “para quê”.

“Temos tantos exemplos que nos interrogam, temos uma falta imensa de técnicos de saúde, quando tantos enfermeiros e médicos emigraram, porque não tiveram lugar à mesa do nosso país. E agora andamos aflitos, falta de mão-de-obra em diversas partes e setores da vida, nomeadamente, neste interior alentejano. E tantas partidas de jovens”, alertou.

Do programa da Jornada Diocesana da Juventude 2022, divulgado pelo Departamento da Pastoral Juvenil de Évora (DPJE), constaram momentos de oração, o testemunho de vida e fé de Lourenço Madureira Miguel, jovem estudante de Medicina, com 21 anos, que vive “há mais de dois anos e meio uma doença que está por ser definida e sem grandes tratamentos eficazes”, missão pelas ruas e Missa.

“Eles querem encontrar verdade, eu fiquei impressionado com o tema, um jovem estudante com uma doença neurológica que caminha com as suas canadianas e cadeira de rodas. Perante este tema ‘Levanta-te’ foi um testemunho denso, espesso, de vida, de um jovem inteligente, que a toda a prova tem mantido a luz da fé para lhe dar um profundo sentido para que todos os dias se levante com a vontade imensa de ser ele”, desenvolveu D. Francisco Senra Coelho.

Patrícia Martins, do grupo de jovens de Coruche, explicou que organizar este dia foi “muito desafiador”, e foi com “muita alegria” que viram os sorrisos de todos os participantes, por isso, considerou que esta jornada diocesana “superou as expectativas”, realçando ainda o “excelente acolhimento” da população a todos os jovens.

Já Margarida Cardador, do setor das atividades pastorais do Comité Organizador Diocesano (COD) de Évora para a Jornada Mundial da Juventude 2023, acrescentou que percebeu, no rosto de cada jovem “o entusiasmo de viver a vida em Cristo, num ambiente de companheiros, amizade, entreajuda e partilha”.

Neste encontro foi anunciado que Catarina Oliveira e Ana Rita, do grupo de jovens de Vendas Novas, venceram o concurso da ‘t-shirt JMJ’ – ‘Venho como um peregrino da paz e um apóstolo da esperança!’ – da Arquidiocese de Évora para a Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023; no segundo e terceiro lugar, respetivamente, ficaram as propostas dos jovens dos Salesianos e do grupo de jovens de Coruche.

“Nunca tinha participado numa jornada diocesana, portanto não criei expectativas. Sabia que teria momentos de convívio aliados à oração, mas não imaginava um dia tão rico como o que experienciei hoje; Foi, acima de tudo, um dia inesquecível, e uma experiência que espero poder tornar a viver”, disse Catarina Oliveira, sobre “um dia inesquecível”.

A XXXVII Jornada Mundial da Juventude celebrou-se este domingo, dia 20, nas dioceses católicas, por ocasião da solenidade litúrgica de Cristo-Rei, e vai realizar-se também, a nível internacional, em Lisboa de 1 a 6 de agosto de 2023, com o tema ‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’, uma passagem do Evangelho segundo São Lucas (Lc 1,39).

CB/OC

Partilhar:
Share