Braga: Posto de Turismo do Sameiro inaugura exposição «Descalços, com chama, em direção ao amor»

Braga, 29 jan 2024 (Ecclesia) – O Posto do Turismo do Sameiro, em Braga, inaugura, no dia 25 de fevereiro, a exposição “Descalços, com chama, em direção ao amor”, com obras da artista Margarida Costa, centradas na figura do farricoco, “um dos grandes símbolos da Semana Santa em Braga”.

A mostra possibilita aos visitantes experienciarem três momentos, sendo o primeiro deles focado nos farricocos, “com fogaréu e com matracas, de pés descalços”, informa uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

“O apelo é à penitência, à conversão, ao arrependimento dos pecados. Tudo em clima de humildade. Em vez dos altaneiros sinos, orgulhosos da sua elevação, as matracas convocam os fiéis para a conversão, mas ao nível térreo, dum jeito menos garboso, mais pobre e contido”, informa o comunicado.

A “redenção operada por Cristo, através da cruz”, vai estar em destaque no segundo painel.

O cenário é de “tudo em clima de oferta, o jardim do Éden de novo a florir, o Paraíso reerguido como projeto de novo possível”.

“O amor entre Deus e os homens e destes uns com os outros recuperado. A alegria e a amizade a poderem reinar sobre a terra”, realça o Santuário do Sameiro.

O terceiro momento é dedicado à ressurreição, “na feliz certeza do terceiro dia, do túmulo vazio, da vida nova, do novo ciclo vital, do pão ázimo, do cordeiro sem mancha, da pedra rolada”.

Nesta fim de experiência, “o sol parece despontar”, com “a fé, a esperança e o amor” a quererem tornar-se “flores viçosas no coração do redimidos”.

A exposição tem como autora Margarida Costa que nasceu em Braga e licenciou-se em pintura pela Escola Superior de Belas Artes do Porto, tendo feito um percurso pelo vitral, tapeçaria, pintura e fotografia, dedicando-se sobretudo à cerâmica.

A artista investigou a arte popular e publicou “O traje regional de Viana do Castelo”, “A Pirotecnia do Alto Minho”; foi coordenadora e coautora do livro “Adoro Conhecer Braga”, no 150ºaniversário da Associação Empresarial de Braga.

Margarida Costa tem trabalhado na divulgação artística e cultural da cidade de Braga, que se reflete nas peças de autor, peças de merchandising em parceria com o Tesouro-Museu da Sé de Braga.

Além disso, expôs a mostra “Lixo de Luxo”, em Barcelos, que consistia em trabalhos realizados a partir de moldes usados na indústria cerâmica local, entretanto desativadas.

“Com base na obra de Fernando Pessoa tem realizado peças em cerâmica expostas ao público no Porto, Lisboa e Famalicão”, adianta a nota.

A partir de 25 de fevereiro, às 15h45 (hora da inauguração), e até 15 de abril, a artista expõe a exposição “Descalços, com chama, em direção ao amor”, com o farricoco como figura central.

Na origem pagã, os farricocos eram um grupo de mascarados que percorria as ruas, anunciando a passagem dos condenados e relatando os crimes que cometiam, avança o portal da Semana Santa em Braga.

Segundo a história, já “cristianizados”, em tempos antigos conforme a mentalidade de então, os farricocos percorriam as ruas a chamar os pecadores públicos à reintegração na Igreja, depois de arrependidos e perdoados.

LJ

Partilhar:

Últimas AGENDA

Notícias do dia

Abril 2024
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
plugins premium WordPress
Scroll to Top