Angra: Diocese assinala aniversário da sua criação e da nomeação de D. Armando Domingues

Foto: Agência ECCLESIA

Angra, Açores, 30 out 2023 (Ecclesia) – A Diocese de Angra (Açores) completa, dia 03 de novembro, 489 anos, celebrando-se o dia da Igreja Diocesana com uma celebração em Ponta Delgada (Ilha de São Miguel) nesse dia, às 18h00 e outra em Angra, na Sé, no dia 05 de novembro, dia em que será também assinalada a data em todas as paróquias.

“A Igreja diocesana vive este dia, assinalando também o primeiro aniversário da nomeação do seu 40º bispo, D. Armando Esteves Domingues, que apresentará o primeiro Itinerário Pastoral do seu episcopado no próximo dia 26 de novembro, o qual corresponderá a um itinerário para dois anos e está a ser preparado a partir daqueles que foram os contributos da Igreja diocesana no processo sinodal em curso”, lê-se no portal Igreja Açores.

Este itinerário para 2023/24 “será como um tempo zero”, marcado pela escuta e pela comunhão, “sempre pressa ou tentação de fazer tudo de repente”, afirma o próprio bispo numa carta dirigida a todo o clero e laicado diocesano.

“Não iremos ter pressa nem pretender fazer tudo de repente. Começaremos por escolher os diversos órgãos de participação sinodal na diocese que queremos venham verdadeiramente a funcionar sinodalmente: Ouvidores, Conselho Presbiteral e Conselho, Pastoral Diocesano”, afirma salientando a importância do reforço da participação e corresponsabilidade dos leigos.

“Onde não houver Conselho Pastoral Paroquial, seria tempo para o formar”, explicita ainda.

“Desejamos que o plano que se traçar, parta das bases” sugerindo-se que se “identifiquem necessidades e elejam uma ou outra prioridade, seja na formação laical e dos ministérios vários, na Liturgia, caridade, catequese ou outras”.

“Olhando para este ano pastoral, ocorre-nos a palavra esperança! Se sinodalidade joga com fraternidade, a esperança joga com ânimo e alegria de viver. Animemo-nos, então, reciprocamente, amemo-nos antes de tudo como Jesus manda, aproximemo-nos e caminhemos lado a lado com cada desanimado e sem esperança. É aí que Jesus nos espera, é aí que se alimenta e partilha a nossa esperança”, sublinha D. Armando Domingues.

Dos 237 mil habitantes nas nove ilhas do arquipélago, menos 4,1% do que em 2011, cerca de 80% dos açorianos ou residentes nos Açores dizem professar a religião católica, mas é notória a redução da participação no culto, nomeadamente ao domingo bem como o envolvimento na vida religiosa, com um progressivo envelhecimento nos movimentos, serviços e irmandades.

LFS

Partilhar:

Últimas AGENDA

Notícias do dia

Março 2024
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Scroll to Top