Quando:
17 Fevereiro, 2022@0:00_19 Fevereiro, 2022@0:00
2022-02-17T00:00:00+01:00
2022-02-19T00:00:00+01:00

Organização do cardeal Marc Ouellet, prefeito da Congregação para os Bispos, vai abordar temas como «missão», «sacramentalidade», «celibato» e «espiritualidade»

Lisboa, 05 fev 2022 (Ecclesia) – O cardeal Marc Ouellet, prefeito da Congregação para os Bispos, vai promover um simpósio internacional, entre 17 e 19 de fevereiro, sobre «Para uma Teologia Fundamental do Sacerdócio».

O encontro propõe-se olhar para a “tradição” e encontrar “novos horizontes”, pode ler-se no programa que descrimina as conferências e os participantes e quer ser um encontro para refletir sobre vocações
sacerdotais, laicais e consagradas.

O Papa Francisco irá participar na manhã do primeiro dia, que será presidida pelo cardeal Ouellet, onde irá falar sobre «Fé e sacerdócio hoje».

«Religião e sacerdócio – um fato antropológico fundamental» e « Fundamentos bíblicos da relação entre o sacerdócio dos batizados e o ministério apostólico» serão ainda temas abordados nessa manhã pelo padre dominicano Serge-Thomas e pelo padre Robert Vorholt, respetivamente.

De tarde, sob presidência do prefeito da Congregação para o Clero, o arcebispo D. Lazarus You Heung-sik, o padre Jean-Robert Armogathe irá refletir sobre «O sacerdócio entre nos Padres da Igreja» e o padre dominicano Dominic Legge vai falar sobre «A síntese de Santo Tomás de Aquino e sua atualidade».

Nessa tarde o programa apresenta ainda o tema «Significado do Concílio Vaticano II para a renovação sacerdotal de nosso tempo», a ser desenvolvido pelo padre Gabriel Richi Alberti e o padre Philippe Capelle-Dumont irá falar sobre «Visões do sacerdócio em uma mudança de época. Questões teológicas e desafios pastorais».

O dia 18 de fevereiro, dedicado à «Trindade, missão, sacramentalidade», vai ter na presidência dessa manhã o prefeito da Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, D. Arthur Roche.

A primeira conferência estará a cargo do cardeal Marc Ouellet, que vai refletir sobre «O Espírito Santo e o sacerdócio de Cristo na Igreja: uma perspectiva trinitária fundamental».

O padre Piero Coda irá falar sobre «O fundamento cristológico do sacerdócio: mistério pascal, eucaristia, escatologia» e o cardeal Kurt Koch irá abordar «Os desafios ecuménicos da questão do sacerdócio».

Da parte da tarde, sob a presidência do prefeito da Congregação para a Educação Católica, o cardeal Giuseppe Cardeal Versaldi, o padre dominicano Benoît-Dominique de La Soujeole será convidado a desenvolver o tema «A sacramentalidade do episcopado: pensar a Ordem desde o episcopado».

Nesse dia a irmã Alexandra Diriart irá falar sobre «A complementaridade dos estados de vida» e o padre Edouard Adé vai abordar «Cultura vocacional: iniciação e formação cristã para vocações específicas».

Na tarde do dia 18, Martha Olavarrieta de Gomez Serrano, membro do antigo Conselho Pontifício para a Família, a irmã Alexandra Smerilli, Conselheira de Estado no Vaticano e Michelina Tenace, professora de teologia, irão desenvolver o tema «Mulheres e ministérios, status quaestionis».

O simpósio será dedicado ao tema «Celibato, carisma, espiritualidade», no seu último dia, cujos trabalhos da parte da manhã vão ser presididos pelo cardeal José Tolentino Mendonça, arquivista e bibliotecário da Santa Sé.

A primeira conferência estará a cargo do padre Gianfranco Ghirlanda que irá refletir sobre «O significado dos conselhos evangélicos na vida sacerdotal», seguido do padre Emilio Justo que irá desenvolver o tema «Sacerdócio e celibato: uma leitura teológica do caminho da Igreja ontem e hoje».

Nessa manhã ainda o bispo auxiliar de Milão, D. Paolo Martinelli, irá refletir sobre «O sacerdócio ministerial e a vida consagrada».

A parte da tarde, presidida pelo prefeito do Dicastério para os leigos, família e vida, o cardeal Kevin Joseph Farrell, irá ter na primeira conferência o padre Gaspar Hernandez Peludo a abordar «Os desafios da formação sacerdotal hoje».

Chiara Amirante, fundadora e presidente da Comunidade Novos Horizontes, irá falar sobre «Sacerdócio, redenção e espírito missionário».

O simpósio e a tarde irão ser encerradas pelo cardeal Luis Antonio Tagle com a reflexão sobre o tema «Enviando em missão».

A organização afirma que o simpósio é dirigido a bispos, sacerdotes, pessoas consagradas e leigos, que deverão inscrever-se para participar presencialmente na Sala Paulo VI, no Vaticano.

LS

 

Partilhar:
Share