Fátima, 17 abr 2019 (Ecclesia) – O Secretariado Nacional de Liturgia (SNL), da Comissão Episcopal da Liturgia e Espiritualidade de Portugal, vai promover o seu encontro nacional, este ano centrado na missão, de 22 a 26 de julho, em Fátima.

“O Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica é uma proposta de estudo e de práticas litúrgicas que vão abrindo caminhos novos na renovação conciliar da liturgia”, explica o secretariado num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA.

‘Liturgia e Missão’ é o tema do 45.º Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica no contexto do atual ano missionário especial ‘Todos, Tudo e Sempre em Missão’, convocado pela Conferência Episcopal Portuguesa.

“Toda a liturgia deve ser entendida e vivida como atividade missionária, não só porque na liturgia se reza pelas missões, mas sobretudo porque todas as atividades missionárias se destinam à liturgia, como sua fonte e fim último”, realça o SNL.

Do programa destaca-se, por exemplo, a conferência de D. José Cordeiro, bispo de Bragança-Miranda, sobre ‘O envio missionário nos sacramentos do serviço e da comunhão’, a partir das 15h00, de dia 24 de julho, e ‘A dimensão litúrgica da missão’ que vai ser apresentada por D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa, no dia seguinte às 16h30.

Os padres Carlos Aquino, da Diocese do Algarve, e Jorge Vilaça, da Arquidiocese de Braga, vão falar, respetivamente, sobre ‘O desafio missionário da Iniciação Cristã’ e ‘A dimensão missionária dos sacramentos da cura’.

No 45.º Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica o presidente do Serviço Nacional de Música Sacra, o padre António Cartageno, apresenta ‘Música e evangelização dos jovens’ e o Serviço Nacional de Acólitos um setor ‘ao serviço da missão’.

O diretor do Secretariado Nacional de Liturgia realça que o programa “privilegia o encontro pessoal com Jesus Cristo vivo e presente” nas diferentes celebrações litúrgicas como as Eucaristias e a Liturgia das Horas, a Celebração Penitencial “com possibilidade de reconciliação sacramental individual e a leitura do Martirológio Romano”.

“A formação será orientada de acordo com a pedagogia litúrgica, bem formulada no Catecismo da Igreja Católica”, acrescenta o padre Pedro Ferreira.

O sacerdote, da Ordem dos Carmelitas Descalços, afirma que a renovação litúrgica “não se limita aos ritos e às preces” mas renova “a própria atividade missionária ad gentes”, assinalando que o aumento dos missionários leigos “é, certamente, um fruto da liturgia renovada”, que interpela os fiéis na língua mãe e “os envia em missão, em circunstâncias muito estranhas que apontam para a fé”.

O 45.º Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica da Igreja Católica em Portugal começa às 17h00 de 22 de julho e termina com a Missa na Basílica da Santíssima Trindade (11h00), no dia 26, e as inscrições podem ser realizadas online.

CB

Partilhar:
Share