Responsável pela secção de Comunicações Sociais do CCEE participou, com o padre Manuel Barbosa, no encontro de assessores de imprensa e porta-vozes das conferências episcopais europeias.

Tirana, Albânia 11 jun 2022 (Ecclesia) – O Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) realizou em Tirana, capital a Albânia, o encontro de assessores de imprensa e porta-vozes das conferências episcopais europeias.

D. Nuno Brás, bispo do Funchal, que é responsável pela secção de Comunicações Sociais da CCEE, considera que também a guerra na Ucrânia confirma “a realidade essencial do viver em comum, do fazer em comum”.

“A guerra na Ucrânia não é algum coisa que diga respeito apenas à Ucrânia ou àqueles países que acolhem refugiados, mas interessa à Europa e ao mundo inteiro”, disse D. nuno Brás ao portal de informação do Vatican

O bispo do Funchal considera que, no conflito na Ucrânia, “são dois modos de ver o mundo e a pessoa que estão em confronto”.

“Não nos podemos habituar à guerra n Ucrânia como se fosse qualquer coisa de normal”, acrescentou.

O responsável pela secção de Comunicações Sociais do CCEE considera que a guerra n Ucrânia é um convite à sinodalidade, a escutar quem está ao lado e convida “a fazer caminho em conjunto”.

“Este modo de se Igreja cria dinamismos comunitários que não serão indiferentes para o resto da sociedade europeia”, afirmou.

O encontro de assessores de imprensa e porta-vozes das conferências episcopais Europa contou também com a presença do padre Manuel Barbosa, secretário e porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa.

PR

Partilhar:
Share