Iniciativa contou com cerca de duas centenas de participantes e lembrou os 150 anos da congregação

Joane, 11 out 2017 (Ecclesia) – 180 elementos do grupo ‘Jovens Sem Fronteiras’ participaram em Joane, na Arquidiocese de Braga, no encontro nacional deste ano do movimento, ligado à Congregação dos Missionários do Espirito Santo (Espiritanos).

De acordo com um comunicado partilhado hoje com a Agência ECCLESIA, tratou-se de um evento vivido “com entusiasmo em Cristo, desde os veteranos aos estreantes” e escrito “em cores vivas, com a tinta dos abraços, da música e do movimento”, dos “testemunhos” e momentos de diálogo e oração.

O 29.º encontro nacional dos ‘Jovens Sem Fronteiras’, acolhido pela localidade de Joane, em Vila Nova de Famalicão, teve como tema ‘Vós sois uma carta em Cristo’.

A iniciativa contou com a participação do atual provincial da Congregação dos Missionários Espiritanos em Portugal, o padre António Neves, que revisitou em imagem e vídeo o “percurso de 150 anos” dos espiritanos no país.

Um percurso que começou com “a necessidade de se formarem missionários portugueses para serem enviados para Angola, já que a monarquia portuguesa na época impediu a presença de missionários franceses naquele território”, lembrou aquele responsável.

Ao longo do encontro, os membros dos JSF, vindos de todo o país, foram confrontados sobre “que tipo de carta de Cristo querem ser” para os outros, na escola, na família, no grupo de amigos, na Igreja, na vida quotidiana.

Os participantes tiveram também ocasião de escutar vários testemunhos, de professores, de casais, de sacerdotes e inclusivamente de políticos, com uma intervenção do vereador da Câmara de Famalicão, Leonel Vieira.

Aquele membro da autarquia sublinhou junto dos mais novos que “se os cristãos não se envolverem na política, os seus valores também nunca estarão presentes e outros hão-de prevalecer”.

Num mês de outubro dedicado à ação missionária, o evento trouxe ainda testemunhos de pessoas que dedicaram parte da sua vida à missão junto dos outros, como o padre Damasceno dos Reis.

Este sacerdote de 47 anos esteve a trabalhar no norte de Moçambique, mais concretamente em Itoculo, no norte daquele país.

O grupo ‘Jovens Sem Fonteiras’, ligados aos Missionários do Espírito Santo, tem mais de 30 anos de atividade e dedica-se à animação e dinamização de voluntários para projetos de missão, em Portugal e no estrangeiro.

JCP

Partilhar:
Share