Mostra pretende sensibilizar para os «Objetivos de Desenvolvimento Sustentável» (ODS)

Lisboa, 11 Nov 2020 (Ecclesia) – O Museu do Corpo Nacional de Escutas (CNE), em Lisboa, tem patente ao público uma exposição, em parceria com as Nações Unidas, sobre os objetivos de desenvolvimento sustentável.

A mostra “Escutismo e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)” foi inaugurada a 03 deste mês e vai estar disponível naquele local “cerca de dois anos, até ao próximo acampamento nacional”, disse à Agência ECCLESIA Joana Bacelar, do Departamento Nacional dos ODS.

A inauguração realizou-se via zoom e contou mais de 100 participantes, “não apenas de Portugal, mas também do Brasil, Luxemburgo e Argentina” e teve como intervenientes António Ferrari (assessor de comunicação para Portugal do Centro Regional de Informação das Nações Unidas); Rita Saias (presidente do Conselho Nacional de Juventude); Joaquim Castro de Freitas (membro do Comité Europeu da Organização Mundial do Movimento Escutista); Ivo Faria (Chefe Nacional do CNE) e José Gouveia (responsável pelo Museu do CNE), refere um comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

Na exposição podem ser encontradas informações sobre cada um dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável, bem como três propostas de ação para os escuteiros, que contribuem diretamente para o alcance de cada um dos ODS.

A ligação entre o Escutismo e as Nações Unidas é abordada através de “uma contextualização histórica, e existem ainda diferentes jogos pedagógicos”, lê-se.

Na mostra estão expostas duas obras – o cartaz dos ODS e um mapa de Portugal -, que “regista as ações de sensibilização realizadas em torno dos ODS, cada uma delas feita a partir de materiais reutilizados: lixo apanhado da praia e trapos, alertando assim para a possibilidade de ainda ser possível dar também um futuro ao planeta”, refere a nota.

Esta exposição é uma das iniciativas do «Compromisso 2030 do CNE», um programa criado em 2018 que visa promover a prossecução da Agenda 2030 das Nações Unidas e que “já chegou a milhares de escuteiros”.

O «Compromisso 2030» tem quatro eixos de ação: mobilizar e sensibilizar crianças e jovens para a importância dos ODS e dos desafios que o planeta atravessa; agir em prol de um futuro sustentável, reforçar e criar parcerias em torno do desenvolvimento sustentável e garantir políticas mais sustentáveis a nível local, regional, nacional e internacional, desde os agrupamentos aos decisores políticos.

A visita à exposição está aberta a todos os interessados, mas requer marcação prévia, através do mail do museu do CNE (museu@escutismo.pt) e segue todas as normas indicadas pela Direção Geral de Saúde, sendo realizada em pequenos grupos.

LFS

Partilhar:
Share