Lisboa, 08 jun 2021 (Ecclesia) – Uma procissão na capital francesa foi interrompida por manifestantes que agrediram os participantes, “com socos e pontapés”, informa a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

A procissão, em memória dos católicos martirizados durante a chamada ‘Comuna de Paris»’, em maio de 1871, reunia pessoas de cinco paróquias da Diocese de Paris, juntamente com algumas associações.

“Primeiro foram apenas gritadas palavras de ordem mas, ao fim de algum tempo, grupos de manifestantes que se apresentavam como militantes ‘antifa’, começaram a agredir com socos e pontapés alguns dos fiéis que participavam numa procissão, a 29 de Maio”, indica uma nota enviada hoje à Agência ECCLESIA pelo secretariado português da AIS.

Segundo D. Denis Jachiet, bispo auxiliar de Paris, a procissão era uma manifestação religiosa, sem motivações políticas.

Em resultado do ataque e perante a incapacidade de se defenderem, os fiéis refugiaram-se na igreja de Nossa Senhora da Cruz.

LFS/OC

Partilhar:
Share