Iniciativa é organizada pelos comités organizadores diocesanos da Jornada Mundial da Juventude

Lisboa, 23 fev 2022 (Ecclesia) – Cristiana Lopes, do Comité Organizador Diocesano (COD) de Leiria-Fátima, disse à Agência ECCLESIA que as iniciativas propostas para preparar a Jornada Mundial da Juventude de 2023, no dia 23 de cada mês, estão a ter “boa participação”.

“Temos tido uma boa participação, tirando o facto da pandemia nos condicionar, mas, para ultrapassar essa dificuldade, fizemos diretos no Instagram, que tiveram grande recetividade e estamos a espalhar a magia da jornada na diocese”, afirmou.

Para Cristiana Lopes, o objetivo é que “mês a mês, cada um vá sabendo melhor o que está a acontecer na jornada” e que a jornada “também está a acontecer” na Diocese de Leiria-Fátima.

“Acreditamos que passito a passito vamos chegar lá”, afirmou a colaboradora do Comité Organizador Diocesano de Leiria-Fátima.

Para Hugo Monteiro, responsável pelo Comité Organizador Diocesano de Coimbra, a proposta de assinalar a preparação da JMJ Lisboa 2023 com uma iniciativa no dia 23 de cada mês, como “Dia JMJ”, foi “muito bem acolhida” desde o primeiro momento, tendo escolhido a Sé Velha como “sede do Dia JMJ”.

“Convidamos movimentos e organismos da diocese a preparar, juntamente com o COD. É muito importante o caminharmos juntos rumo á JMJ”, afirmou.

Hugo Monteiro disse que “cada grupo que prepara traz sempre a sua ideia e a sua diferença na oração”, o que “torna todas as orações diferentes e especiais”.

Para o padre Jorge Nunes, Diretor do Secretariado Diocesano da Pastoral da Juventude e responsável pelo COD do Porto, o “Dia JMJ” tem sido ocasião para “propor diversas atividades para que os jovens – e não só – possam marcar nas suas paróquias, vigararias e na diocese” a preparação da Jornada Mundial da Juventude.

“Nos primeiros meses tivemos uma avalanche com a participação e a pandemia não impediu que conseguíssemos continuar iniciativas on-line. Tem havido crescimento e começámos a sentir um interesse maior não só pelos dias 23, mas da diocese pela JMJ”, afirmou

Em Viana do Castelo, o dia 23 tem chegado com uma proposta diferente, desde ornamentos de Natal ao cantar das janeiras, e, neste mês de fevereiro, o COD propôs o primeiro encontro com o bispo diocesano, D. João Lavrador, “desafiando os jovens a convidar outros jovens a participar”.

“Temos alargado os horizontes, mas queremos mobilizar agora estruturalmente”, afirmou o padre José Meira, diretor do Secretariado da Pastoral Juvenil da diocese e responsável pelo COD.

Na Diocese de Portalegre-Castelo Branco, cada dia 23 faz crescer a ansiedade e também o entusiasmo em torno da Jornada Mundial da Juventude.

“A cada dia 23, o que vamos notando é que as pessoas já sabem que acontecerá alguma coisa e estão sempre à espera para saber que atividade conjunta é levada a cabo”, afirmou Vanessa Alves.

Para a responsável pela comunicação no COD de Portalegre-Castelo Branco, a diocese tem a preocupação de “juntar todas as pessoas” em torno da JMJ Lisboa 2023.
“As jornadas sozinhas não acontecem. Tem de ser com todos”, afirmou

O Dia JMJ, que se assinala no dia 23 de cada mês, é uma iniciativa de todas as dioceses de Portugal para preparar, com momentos de oração ou ação social, a JMJ Lisboa 2023, que vai decorrer entre os dias 1 e 6 de agosto de 2023.

PR

 

Partilhar:
Share