Mensagem da Comissão Episcopal do Laicado e da Família fala em «desafio de Disponibilidade e Serviço»

Lisboa, 18mar 2021 (Ecclesia) – A Comissão Episcopal do Laicado e da Família (CELF) escreveu uma mensagem para o Dia do Pai, que se celebra esta sexta-feira, destacando uma celebração “especialmente relevante” no contexto de crise pandémica.

“Neste ano de 2021, no meio da pandemia de Covid-19 que constitui seguramente um dos maiores desafios já enfrentados pela humanidade dada a sua intensidade e amplitude, é especialmente relevante celebrar o Dia do Pai”, lê-se no texto, enviado à Agência ECCLESIA, intitulado ‘Ser Pai – Um Desafio de Disponibilidade e Serviço’.

A CELF, organismo da Conferência Episcopal, sublinha que em momentos de “enorme dificuldade e desafio” como os que se vivem atualmente, o papel do pai e os traços que o definem “tornam-se ainda mais vivos, ainda mais marcados, ainda mais decisivos”.

A mensagem assinala, a este respeito, características como o amor incondicional, a confiança e a força, a coesão e a sabedoria, patentes na paternidade.

A celebração do Dia do Pai serve também “para recordar e pedir pelas situações e circunstâncias concretas e muito difíceis que tantos pais têm vivido ao longo dos últimos meses”, acrescentam os bispos católicos.

A CELF realça ainda que a celebração de 2021 acontece no contexto do “enorme presente” que o Papa Francisco ofereceu à Igreja Católica, com um ano especial de São José, que decorre até dezembro.

A figura de São José, indica a mensagem, constitui-se como um “grande exemplo e um enorme apoio” para os pais.

LFS/OC

Partilhar:
Share