Centenário do nascimento do fundador e aparições de Fátima celebram-se em 2017 com encontro mundial

Lisboa, 25 nov 2014 (Ecclesia) – O diretor espiritual do Organismo Mundial de Cursilhos de Cristandade (OMCC) revelou que os seus estatutos vão ser reconhecidos de forma definitiva pela Santa Sé, com o reconhecimento como movimento pontifício.

“Estes estatutos fazem brotar as novas ideias fundamentais. O movimento dos Cursos de Cristandade não tem um manual mas tem uma proposta ao mundo inteiro daquilo que é a espiritualidade, mentalidade, do que são os métodos de trabalho e fins a atingir”, explicou D. Francisco Senra Coelho à Agência ECCLESIA.

O também bispo auxiliar da Arquidiocese de Braga destacou que os estatutos são um “documento essencial”, resultado de um processo “muito longo”, de cerca de 10 anos, e “talvez, dentro de duas semanas” seja publicado o decreto que torna os Cursilhos de Cristandade um movimento pontifício, depois da Santa Sé ter comunicado a aprovação dos estatutos.

O diretor espiritual revelou que o Conselho Pontifício para os Leigos “foi exigente” e tiveram de crescer em “eclesialidade e dimensão da profundidade”.

“Foi muito bom porque tivemos que nos encontrar com os iniciadores dos cursilhos, sobretudo com Eduardo Bonnín, com o monsenhor Ervás, e aprofundar o carisma fundacional”, acrescentou.

Ao todo estiveram envolvidos 62 países neste processo, graças ao uso das novas tecnologias ou “seria impossível” fazerem esse diálogo “com três encontros mundiais”.

O movimento dos Cursos de Cristandade está presente em todos os países da América Latina e do Norte, tem uma presença “muito forte” no continente asiático e região do Pacífico e “em quase todos países da Europa” para além de estarem muitos países de África.

Por isso, os novos estatutos do futuro movimento pontifício vão ser publicados em seis ou sete idiomas e “muitos milhares de exemplares”.

Em 2017, o comité executivo do OMCC, com sede em Portugal desde janeiro deste ano, vai organizar uma Ultreia mundial em Fátima, “para os líderes do movimento”, que vai celebrar o centenário das Aparições de Nossa Senhora e o nascimento do fundador dos Cursilhos de Cristandade, Eduardo Bonnín.

“Gostaríamos de o fazer na presença do núncio apostólico para agradecer a graça dos estatutos”, acrescentou D. Francisco Senra Coelho.

O diretor espiritual do OMCC informou também que no dia 1 de maio de 2015 vão realizar um encontro europeu, a pedido do Papa, em Roma onde vão ser recebidos por Francisco na Sala Paulo VI e depois numa Ultreia na Basílica de São Paulo Extramuros.

“Pensávamos fazer a nível de Itália mas o Papa manifestou o ensejo de se encontrar com toda a Europa e manifestou a alegria de estar connosco”, explicou D. Francisco Senra Coelho.

O Movimento dos Cursilhos de Cristandade chegou a Portugal em 1960 e o primeiro cursilho realizou-se em Fátima, de 29 de novembro a 02 de dezembro desse ano.

A sede deste movimento neste momento está em Portugal e é votada de forma rotativa percorrendo os cinco continentes de quatro em quatro anos.

PR/CB

Partilhar:
Share