Mensagem ao Conselho das Conferências Episcopais da Europa

Cidade do Vaticano, 25 set 2020 (Ecclesia) – O Papa apelou hoje à criatividade das comunidades católicas na resposta à crise provocada pela Covid-19, numa mensagem aos membros do Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE), reunidos em assembleia plenária online.

“A morte de tantos idosos, os dramas de famílias apanhadas de surpresa por uma dor grande e ameaçadora, os dramas de crianças e jovens fechados em casa, os ritos religiosos e os cursos de formação cristã foram suspensos induziram não poucos padres e religiosos a identificar formas corajosas de serviço pastoral, testemunhando a proximidade paternal e terna ao povo”, escreveu Francisco, numa mensagem enviada à Agência ECCLESIA.

“Perante a explosão de novas pobrezas, é necessário que esta fantasia de caridade continue, mostrando uma proximidade cada vez mais atenta e generosa com os mais fracos”, acrescentou.

Os trabalhos do CCEE, que decorrem até sábado, têm como tema ‘A Igreja na Europa depois da pandemia. Perspetivas para a criação e para a comunidade’.

Ainda hoje, o Papa recebeu no Vaticano os membros do Círculo São Pedro, elogiando a resposta desta associação católica às necessidades de tantas famílias, que se viram em dificuldades financeiras de forma inesperada.

“A uma situação extraordinária não se pode dar uma resposta habitual, mas é necessária uma reação nova e diferente. Para isso, é preciso ter um coração que saiba veras feridas da sociedade e mãos criativas na caridade”, declarou, numa intervenção divulgada pela sala de imprensa da Santa Sé.

Francisco realçou que há novas formas de pobreza na cidade, em transformação contínua, que exigem capacidade de adaptação, sobretudo face “às necessidades impostas pelo vírus”.

“Gosto de lembrar um pequeno-grande gesto que o grupo de jovens do Círculo fez aos sócios mais velhos: uma ronda de telefonemas para ver se estava tudo bem e para lhes fazer companhia. Esta é a fantasia da misericórdia”, exemplificou.

OC

Partilhar:
Share