Missa em Fátima vai contar com presença de Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa

Foto: Santuário de Fátima

Lisboa, 14 nov 2020 (Ecclesia) – Os bispos católicos em Portugal promovem hoje uma celebração nacional pelas vítimas da pandemia, na Basílica da Santíssima Trindade, em Fátima, com a presença do presidente da República e do primeiro-ministro.

Os bispos católicos em Portugal vão lembrar este sábado as vítimas da pandemia numa celebração marcada para as 11h00, na Basílica da Santíssima Trindade, em Fátima, com a presença do presidente da República e do primeiro-ministro.

D. José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), disse esta manhã aos jornalistas que a iniciativa quer unir o país na “memória, tributo e apreço” por aqueles que partiram.

“É uma celebração que todos sentimos bem no coração, independentemente do credo que tenhamos. Todos nos concentramos com atenção e emoção naqueles que nos deixam. É algo universal”, observou.

O bispo de Setúbal destacou a importância de “ter em atenção a dimensão humana da tragédia que se está a viver faz parte do realizar o luto, que muitas pessoas não tiveram ocasião de fazer”.

O presidente da CEP sublinhou também o simbolismo de Fátima, como local “onde tanta gente vem chorar, mas também vem recolher esperança”.

Foto Agência Ecclesia/Arlindo Homem, Missa pelas vítimas da pandemia

D. José Ornelas recebeu Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa à entrada da Basílica da Santíssima Trindade.

Os dois responsáveis agradeceram a colaboração da Igreja Católica no atual contexto de pandemia.

A Missa de sufrágio, decidida em junho, conta com a participação de 20 bispos, simbolizando “uma celebração nacional e lembrando todos os que foram e ainda são vítimas da pandemia”, explicou o padre Manuel Barbosa, secretário e porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa, à Agência ECCLESIA.

“A celebração, a memória, realiza-se em família e nas comunidades, mas fazê-lo em Fátima é querer dar um sentido de comunhão e unidade, com a intenção de nos unirmos aos que estão junto de Deus, assim acreditamos nós”, acrescentou.

A celebração acontece no término da 199ª Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), que se iniciou em Fátima, esta quarta-feira.

No arranque da reunião magna dos bispos, que contou com a participação de alguns responsáveis através das plataformas digitais, o presidente da CEP afirmou a importância de a Igreja estar unida “numa celebração de saudade e de luto”, mas também “de esperança”.

PR/OC/LS

Partilhar:
Share