D. Rui Valério presidiu a Missa no aniversário do Comando Territorial de Castelo Branco

Foto: GNR

Castelo Branco, 27 mar 2021 (Ecclesia) – O bispo das Forças Armadas e Forças de Segurança elogiou hoje o papel da GNR na resposta à pandemia, falando durante a Missa de aniversário do Comando Territorial de Castelo Branco.

“Podemos dizer que, também em relação à GNR, a pandemia, tem sido um despertador. Mas um despertador que tem evidenciado a solidez da instituição e a capacidade resiliente dos seus militares”, declarou D. Rui Valério, na homilia da celebração a que presidiu na Catedral albicastrense.

O responsável católico falou numa “situação-limite” em que o país viu os alicerces sobre os quais se “sustenta e edifica”.

“O tempo da pandemia foi e continua a ser uma dessas circunstâncias-extremas nas quais a Guarda Nacional Republicana tem sido uma das bases de apoio da nação”, apontou.

A intervenção, enviada à Agência ECCLESIA, evocou as “ações de solidariedade com os mais vulneráveis, de proximidade com os que vivem mais isolados e de proteção para com os mais desprotegidos”.

“Um exemplo que revela a vitalidade que fermenta dentro da dinâmica da própria Guarda”, declarou D. Rui Valério.

Em dia de aniversário, o bispo deixou uma “palavra de reconhecimento e gratidão” ao Comando Territorial de Castelo Branco, recordando ainda todos os militares que o serviram e já faleceram.

OC

Partilhar:
Share