D. Francisco Senra Coelho deixa indicações para novena da Imaculada Conceição

Évora, 04 Dez 2020 (Ecclesia) – O arcebispo de Évora convidou as comunidades cristãs a valorizarem a novena da Imaculada Conceição, colocando nas intenções de oração “cada vítima atingida coronavírus”.

Numa nota enviada à Agência ECCLESIA, D. Francisco José Senra Coelho solicita uma atenção especial às vítimas desta pandemia “quer de modo infecioso, quer pela crise psicológica, pela depressão ou pelas consequências económicas que nos afetam de modo crescente”.

Na novena preparatória da Solenidade da Imaculada Conceição (08 de dezembro), padroeira da Arquidiocese de Évora, o responsável apela também aos cristãos que continuem a rezar pelos dois hospitais presentes no território arquidiocesano: “Hospital do Espírito Santo de Évora e Hospital de Santa Luzia em Elvas, com os seus conselhos de administração ou seus delegados”.

O arcebispo de Évora pede também pelos “técnicos de saúde: médicos, enfermeiros, paramédicos, auxiliares de saúde e os funcionários dos diferentes serviços hospitalares”

“Entreguemos a Deus os Centros de Saúde, Postos Médicos, Farmácias e todos os que prestam os primeiros socorros e fazem o transporte de doentes, entre estes tornemos presentes na nossa oração os Soldados da Paz, os Amigos Bombeiros, alguns dos quais já experimentam a radicalidade da sua Divisa: “Vida por Vida”, entre os quais, os Bombeiros Voluntários de Évora já com vários casos de infeção pela Covid-19, entre os seus membros”, lê-se na nota.

Os idosos e “os queridos avós”, tal como as instituições sociais, também devem ser recordadas nas orações neste tempo pandémico.

O arcebispo de Évora sugere que se acompanhe “na oração estas realidades e porventura outras, próprias e conhecidas nas diferentes localidades onde se inserem as nossas Comunidades Cristãs, valorizando o momento litúrgico da Oração dos Fiéis com uma intenção encarnada na vida e preocupações concretas dos fiéis, criteriosamente elaborada, se possível, sob a orientação do presbítero ou do diácono, ou pelo menos com o seu conhecimento”.

LFS/OC

 

Partilhar:
Share