Sacerdotes querem «ouvir e escutar, acolher e acompanhar» pelo telefone ou pelas redes sociais

Coimbra, 29 mar 2020 (Ecclesia) – 30 sacerdotes da Diocese de Coimbra participam na iniciativa ‘Hospital de Campanha Espiritual’ e manifestam a “publicamente” a sua disponibilidade para “ouvir e escutar, acolher e acompanhar”.

Os contactos dos 30 padres estão disponíveis na página do Seminário Maior de Coimbra, afirmando a sua disponibilidade para serem contactados por telefone, Skype, mail ou WhatsApp para conversar “nas alegrias e nos medos, nas dúvidas e nas esperanças”.

“A batalha ainda não acabou, estamos no início de um caminho que será longo e duro. Precisamos de ‘curar das feridas’ e de ‘aquecer os corações’, não por fora mas por dentro. Precisamos sobretudo de cuidar dos que cuidam e dos que não têm ninguém para os cuidar”, afirmam os promotores da iniciativa.

Expressando a disponibilidade de todos os padres para “escutar e consolar a quem lhes liga”, com a iniciativa ‘Hospital de Campanha Espiritual’ os sacerdotes da Diocese de Coimbra “quiseram assumi-lo publicamente e de modo alargado, para além dos seus contactos naturais”.

O projeto ‘Hospital de Campanha Espiritual’ surge no âmbito das consequências da pandemia covid-19 que surgiu no mês de dezembro de 2019 e provocou perto de 20 mil mortes em todo o mundo, tendo atingido mais de 600 mil pessoas.

Em Portugal, a Direção Geral da Saúde informou que até este sábado registaram-se 100 mortes, 5170 pessoas infetadas pelo novo coronavírus e 43 casos recuperados.

PR

 

Partilhar:
Share