A imprensa regional e, em concreto a de inspiração cristã, deve dar voz a quem não tem voz, afirma o padre Francisco Barbeira, diretor do jornal «A Guarda», desde 2017, mas colaborador da publicação desde jovem. Escrever, fotografar e assim contar as histórias das pessoas das aldeias é o desejo do sacerdote que quer gastar as solas dos sapatos a contar histórias de gente humilde.

Partilhar:
Share