A Comissão Episcopal da Mobilidade Humana reuniu-se em Fátima, no passado dia 26 de Abril, sob a presidência de D. António Vitalino Dantas, bispo de Beja. 1. Comunidades Portuguesas – Fez-se um balanço positivo da recente Visita Pastoral à Comunidade de Londres e reafirmou-se o compromisso de encontrar recursos humanos adequados, de maneira a garantir e aumentar a presença de sacerdotes e religiosas no Reino Unido, tal como é desejo da Igreja local. Esta Comunidade estimada em 400.000 presenças mantém-se a prioridade do ano em curso. – Foram partilhadas as últimas informações e passos realizados pela Comissão e Diocese de Angra, com a necessária discrição pastoral, junto do Episcopado do Canadá e dos missionários dos portugueses de Toronto, em defesa dos direitos humanos e mais humanidade nas decisões administrativas de deportação forçada e tempestiva de portugueses do Canadá – Subsistem dificuldades, em certas nações e igrejas, no que concerne a continuidade de missionários e da própria Missão Católica de Língua Portuguesa pois muito raramente têm surgido candidatos das dioceses portuguesas disponíveis a serem enviados para as Comunidades. – Procedeu-se à feliz constatação de um grupo consistente de bispos e sacerdotes que, durante o mês de Maio, aceitaram deslocar-se a Comunidades e Santuários, sobretudo, na Europa para celebrar as Festas Religiosas em honra de N. Sra. de Fátima. 2. Imigração em Portugal – A Comissão Episcopal vai continuar a acompanhar com particular preocupação à luz dos valores do Evangelho, em parceria com a reflexão e acção das organizações católicas para a Imigração, a discussão pública ao redor da nova proposta de “lei da imigração” que o Governo tornou público estar a preparar desde o ano passado. – A Peregrinação Internacional do Migrante e Refugiado a Fátima, integrada na 34ª Semana Nacional de Migrações, agendada para meados de Agosto, será este ano dedicada às Imigrações da Europa de Leste, particularmente aos ucranianos, segunda maior comunidade imigrante. Presidirá à peregrinação o cardeal Lubomyr Husar, patriarca da Igreja Greco-Católica Ucraniana. 3. Formação de Agentes e Coordenação nacional – Em sintonia com as questões ecuménicas que começam a surgir no terreno relacionadas com o diálogo da Igreja católica com outras igrejas cristãs presentes na imigração em Portugal, encontra-se em preparação o Encontro Nacional da Pastoral das Migrações, previsto para Viana do Castelo de 10 a 13 de Julho próximo sob o lema: “Novas Migrações e Diversidade Religiosa”. – Após contactos com a Comissão Episcopal para o Ecumenismo e a Doutrina da Fé, e em resposta ao pedido crescente de muitas paróquias, considera-se muito útil para as dioceses a produção de um guião pastoral com orientações de âmbito ecuménico, sobretudo, no que concerne à prática dos sacramentos. 4. Secretariado Nacional – Foi aprovado o Relatório de Actividades relativo a 2005 a enviar ao Conselho Pontifico para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes, como é exigido pelas normas da Igreja. – Está em curso a revisão dos Estatutos da Comissão Episcopal, das Obras dependentes e respectivos Regulamentos internos para adaptar a natureza, a missão e competências deste departamento da CEP às novas exigências da pastoral da mobilidade humana.

Partilhar:
Share