Francisco associa-se à Campanha da Fraternidade 2019

Foto: CNBB

Cidade do Vaticano, 07 mar 2019 (Ecclesia) – O Papa desafiou os católicos brasileiros a uma “participação mais ativa na sociedade”, numa mensagem para a Campanha da Fraternidade (CF), promovida pela Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB).

“Os cristãos devem buscar uma participação mais ativa na sociedade como forma concreta de amor ao próximo, que permita a construção de uma cultura fraterna baseada no direito e na justiça”, refere Francisco, num texto divulgado pelo Vaticano.

Em 2019, a CF tem como tema “Fraternidade e Políticas Públicas”; o lema escolhido é “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27).

A Igreja Católica procura chamar a atenção dos cristãos para o tema das políticas públicas, concretizadas em ações e programas desenvolvidos pelo Estado.

O Papa pede que os políticos “anteponham o bem comum aos seus interesses privados”, não se deixando “intimidar pelos grandes poderes financeiros e mediáticos”.

“Faço votos, queridos irmãos e irmãs, que o caminho quaresmal deste ano, à luz das propostas da Campanha da Fraternidade, ajude todos os cristãos a terem os olhos e o coração abertos para que possam ver nos irmãos mais necessitados a «carne de Cristo» que espera «ser reconhecido, tocado e assistido cuidadosamente por nós»”, escreve.

A mensagem conclui-se com um apelo a todos os cristãos, para que façam do Brasil “uma nação mais fraterna e justa”.

Em 2019, a CNBB convida todos a “percorrer o caminho da participação na formulação, avaliação e controlo social das políticas públicas”, como forma de melhorar a qualidade dos serviços prestados à população.

OC

Partilhar:
Share