«Faz-nos ainda mais gratos para reconhecer o dom da vida e da vocação» – D. José Cordeiro

Freixo de Espada-à-Cinta, 28 out 2019 (Ecclesia) – O bispo D. José Cordeiro inaugurou este domingo a exposição ‘Missionários – Diocese de Bragança-Miranda para o Mundo’, em Freixo de Espada-à-Cinta, numa iniciativa que encerrou o Ano Missionário nesta Igreja local.

“Faz-nos ainda mais gratos para reconhecer o dom da vida e da vocação de todos os missionários diocesanos que nos precederam na Missão do Evangelho”, disse o bispo de Bragança-Miranda, segundo informação enviada à Agência ECCLESIA, pelo Secretariado Diocesano das Comunicações Sociais.

D. José Cordeiro explicou que a evangelização é “o primeiro e o melhor serviço que a Igreja pode prestar à humanidade inteira”.

“A missão não é só dos bispos, presbíteros, diáconos, consagrados, mas compromete todos os cristãos. A comunidade cristã é o lugar onde o Espírito Santo se manifesta (1Cor 14) com a riqueza dos carismas”, desenvolveu.

O bispo de Bragança-Miranda explicou que a evangelização “é a missão essencial da Igreja e a sua mais profunda identidade” e este tempo chama a serem “autênticos discípulos missionários em comunhão”.

A exposição ‘Missionários – Diocese de Bragança-Miranda para o Mundo’ que foi inaugurada, este domingo, no convento de São Filipe de Néri, em Freixo de Espada-à-Cinta, percorre períodos desde o século XVI ao século passado.

D. José Cordeiro afirmou que esta mostra “reforça a vontade” em “prosseguir com a consolidação do Museu Missionário na igreja de S. Felipe de Néri”.

A nova exposição ‘Missionários – Diocese de Bragança-Miranda para o Mundo’ pode ser visitada diariamente – 09h30-12h30 e 14h00-17h30 – até outubro de 2020.

O bispo diocesano assinalou que na vila manuelina já existe o monumento ‘glória aos nossos missionários’, que faz “memória grata dos mais de 50 missionários” de Freixo de Espada à Cinta, numa iniciativa de D. António José Rafael [bispo emérito de Bragança-Miranda que faleceu aos 92 anos de idade, a 29 de julho de 2018], em 1986.

A Igreja Católica em Portugal viveu desde outubro de 2018 um Ano Missionário Especial, convocado pela Conferência Episcopal com a nota pastoral ‘Todos, tudo e sempre em missão’.

CB/OC

Partilhar:
Share