D. Jorge Ortiga convida famílias e comunidades a «adotar» futuro sacerdote no tempo da sua formação

Foto: Seminário Arquidiocesano de Braga

Braga, 26 out 2020 (Ecclesia) – O arcebispo de Braga publicou hoje uma nota para a Semana dos Seminários, que a Igreja Católica vai celebrar de 1 a 8 de novembro, apelando a um espaço “mais significativo” para estas instituições.

“Os Seminários permanecem sempre no âmbito das estruturas institucionais que devem readquirir um espaço mais significativo nestes tempos conturbados”, indicou D. Jorge Ortiga, numa mensagem intitulada ‘Sinodalidade para com os Seminários’.

“A pandemia veio confirmar a precariedade e vulnerabilidade da vida. Muitas coisas manifestam a sua fragilidade, fazendo com que não perseverem no futuro. Muitas já caíram e muitas outras irão desaparecer”, escreve o arcebispo primaz.

O responsável católico destaca que instituições que se “identificam com os objetivos da humanidade” reforçam, neste momento de crise, “a sua razão de ser, nunca podendo ser questionadas”.

A mensagem de D. Jorge Ortiga convida as comunidades católicas a caminhar em conjunto, como “Igreja sinodal”, com “um carinho e atenção da parte de todos” para a formação dos futuros sacerdotes.

“A vida quotidiana dos seminários, com todas as suas exigências, não pode ser esquecida nesta atitude de sinodalidade concreta. Só com uma corresponsabilidade eclesial os bons resultados surgirão”, indica.

O arcebispo de Braga pede “oração permanente e generosidade constante”, recordando o Fundo de S. José, que recolhe dádivas e donativos.

O documento recorda outras iniciativas, como as chamadas “madrinhas dos seminaristas”, que existiram no passado, quando alguém se oferecia para rezar, particularmente, por um futuro padre.

Não será de concretizar, hoje, idêntica experiência? Por outro lado, se queremos que a família seja uma Igreja doméstica, não poderiam estas assumir um seminarista por quem rezar em família?”.

D. Jorge Ortiga sustenta que os Seminários devem estar no “quotidiano da vida eclesial”.

“Fazemo-lo na oração (individual e comunitária), na generosidade (pessoal, familiar ou de empresas) e na gratidão a quem neles trabalha”, conclui.

A Semana dos Seminários de 2020 tem como fonte de inspiração uma passagem do Evangelho segundo São Marcos: ‘Jesus chamou os que queria e foram ter com Ele’ (Mc. 3,13).

Os subsídios para a Semana dos Seminários 2020, que incluem um guião, sugestões de catequeses e aulas da disciplina de EMRC – Educação Moral e Religiosa Católica, uma oração, o hino e um cartaz.

Os materiais foram preparados pelos formadores das dioceses do Algarve, Beja e Évora e estão disponíveis no sítio online da Comissão Episcopal Vocações e Ministérios.

OC

Partilhar:
Share