DR

Aveiro, 12 mai 2022 (Ecclesia) – A celebração festiva de Santa Joana Princesa, padroeira da cidade e Diocese de Aveiro, acontece hoje com a inauguração da exposição “Santa Joana Princesa 550 anos em Aveiro” e a tradicional procissão, que volta às ruas da cidade.

“As celebrações começarão às 9h15, na igreja de Jesus – Museu de Aveiro, com a investidura de dois Irmãos ‘tradicionais’, quinze ‘Irmãos de carreira’, isto é, tendo terminado o seu percurso nos graus juvenis da Irmandade, e ao chegarem à idade adulta, atingem a sua plenitude de direitos e deveres na instituição, e dois Irmãos ‘honorários’”, conforme comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

Segundo a nota a direção da Irmandade vai distinguir, a “título póstumo, o padre Arménio Alves da Costa Júnior, considerando que foi pároco da Sé e, portanto, ligado ao culto a Santa Joana e por ter realizado o seu doutoramento sobre obras musicais do antigo Convento de Jesus, casa espiritual de Santa Joana, e ser criador do grupo dos ‘Cavaleiros’”.

“Será também distinguido como Irmão ‘honorário’ Amaro Neves, ao completar os seus 80 anos, criador dos grupos dos ‘Leais Conselheiros’, ‘Donzéis’, ‘Damas’, Donzelas’, ‘Aias’ (este com Manuel Bóia), ‘Escudeiros’ e ‘Açafatas”, acrescenta a nota.

A comemoração do Feriado Municipal acontece pelas 11h30 deste dia 12 de maio, com início na Praça da República, momento que contará com o Hastear da Bandeira, o Hino da Cidade de Aveiro e a Guarda de Honra, seguido, às 11h45 no Teatro Aveirense, pela Sessão Solene e a entrega das Condecorações Honoríficas Municipais.

No final da sessão será inaugurada a exposição “Santa Joana Princesa 550 anos em Aveiro” no Museu de Aveiro / Santa Joana.

No programa cultural está anunciado o Concerto de Homenagem a Santa Joana pela Orquestra Filarmonia das Beiras e Voz Nua – Te Deum, pelas 21h00, no dia 11 de maio na Sé de Aveiro.

Joana de Portugal, também chamada Santa Joana Princesa, embora oficialmente apenas seja reconhecida pela Igreja Católica como beata, nasceu a 06 de fevereiro de 1452, em Lisboa, e faleceu a 12 de maio de 1490, em Aveiro.

Princesa da Casa de Avis, Joana, filha do rei D. Afonso V e da rainha D. Isabel, deixou Lisboa e a Corte aos 23 anos para se dedicar a uma vida religiosa de clausura no Mosteiro de Jesus das dominicanas, em Aveiro.

A princesa Joana foi beatificada em 1693 pelo Papa Inocêncio XII, tendo festa a 12 de maio e o Papa Paulo VI, a 5 de janeiro de 1965, declarou-a especial protetora da cidade de Aveiro.

O comunicado final da 201.ª Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa, realizada de 8 a 11 de novembro de 2021, informa que aprovaram “por unanimidade um voto favorável em ordem à canonização da Beata Joana de Portugal”, conhecida como “Santa Joana Princesa”.

SN

Partilhar:
Share