D. António Moiteiro nomeia Equipa Diocesana de Pastoral Familiar

Aveiro, 29 jul 2020 (Ecclesia) – O bispo de Aveiro publicou hoje o decreto de nomeações para 2020/2021, sublinhando a necessidade de um programa pastoral “para e com as famílias”, tendo em atenção o impacto da Covid-19.

“Este ano, devido às dificuldades surgidas pela pandemia e pelas consequências que ainda continuam presentes, vamos continuar a viver o tema da vocação no matrimónio e, para isso, prestamos uma atenção redobrada à pastoral familiar”, escreve D. António Moiteiro, num documento divulgado pela diocese.

O responsável espera que as nomeações ajudem a “olhar para a família como ‘Igreja doméstica’ e a aprofundar a sua vocação ao amor”.

O bispo de Aveiro designou uma Equipa Diocesana de Pastoral Familiar e anunciou a constituição de uma Equipa Diocesana de Preparação para o Matrimónio.

“A aposta num programa para e com as famílias pretende traduzir o desafio pastoral ‘estimular uma pastoral de atenção integral à família’ para que esta esteja no centro das nossas preocupações pastorais, quer diocesanas quer paroquiais”, indica D. António Moiteiro.

O prelado indica ainda que as nomeações para os diferentes serviços e missões, feitas para o início de um novo ano pastoral, “pretendem ser um olhar para o conjunto da Diocese e a resposta a dificuldades que vão surgindo no caminhar da nossa Igreja diocesana”.

O bispo de Aveiro propõe uma “nova mentalidade”, quando um pároco acumula várias paróquias.

“É necessário que se constituam, para as paróquias do mesmo pároco, serviços pastorais comuns para determinados âmbitos (por exemplo, catequese, caridade, pastoral da juventude ou familiar)”, sustenta.

“Não é possível pensar a pastoral de hoje com critérios de há dez ou vinte anos atrás”, conclui D. António Moiteiro.

OC

 

Partilhar:
Share