A discussão de conceder ou não um canal de televisão á Igreja Católica (que vinha desde 1980) termina quando a maioria parlamentar do governo de Cavaco Silva aprova a Lei 58/90 de 7 de Setembro. No artº 25, garante ás confissões religiosas um tempo de emissão até duas horas diárias no segundo canal.

  • Conversações durante 6 anos entre as confissões religiosas.
  • A 16 de Maio de 1997 é assinado o protocolo entre as confissões religiosas e a RTP.
  • A 15 de Setembro de 1997 inicia o programa, genericamente chamado “A Fé dos Homens”
  • A Igreja Católica passou a ter uma presença de segunda a sexta-feira de 22,5 minutos na RTP2 no programa “Ecclesia”
  • 16 de Março de 2002: revogação do protocolo unilateralmente por parte da RTP Março de 2003, a Comissão do Tempo de Emissão das Confissões Religiosas e a Administração da RTP alcançaram novo acordo.
Partilhar:
Share