A Comissão reuniu-se para estudar os documentos do Vaticano e da Conferência Episcopal Portuguesa sobre a temática

Angra, 02 nov 2019 (Ecclesia) – A Comissão Diocesana de Prevenção e Acompanhamento de Casos de Abusos de Menores nos Açores reuniu, depois de uma primeira reunião informal, e decidiu criar endereço eletrónico, para “acolher sugestões e eventuais denúncias”. 

“A Comissão vai ter um endereço eletrónico para acolher sugestões e eventuais denúncias e, numa primeira fase articular-se-á com outras comissões, nomeadamente a do Patriarcado de Lisboa”, pode ler-se no portal de notícias Igreja Açores.

A comissão, criada pelo bispo de Angra, visa a prevenção da ocorrência de eventuais abusos sexuais de menores por parte do clero e, por outro lado, o apoio às vítimas, “que merecem todo o nosso cuidado e acompanhamento” adiantou ainda a coordenadora deste grupo de trabalho . 

O grupo de trabalho composto por 11 elementos reuniu em Angra para “refletir em conjunto sobre os documentos do Vaticano e da Conferência Episcopal Portuguesa a propósito do abuso de menores e para definir metodologias de trabalho”, adiantou a coordenadora Lina Mendes.

“A comissão está a organizar-se em termos metodológicos para atuar e ter uma ação verdadeiramente válida para dar resposta a casos que eventualmente possam vir a surgir nos Açores”, acrescentou.

SN

Angra: Diocese cria comissão para a proteção de menores e inicia uma caminhada sinodal

 

 

Partilhar:
Share