Iniciativa convocada pelo Papa começa neste 19 de março e vai ter vídeos mensais de Francisco

Cidade do Vaticano, 18 mar 2021 (Ecclesia) – O Vaticano apresentou, em conferência de imprensa, as iniciativas do Ano ‘Família Amoris Laetitia’, que se inicia esta sexta-feira, por iniciativa do Papa Francisco, no quinto aniversário da sua exortação apostólica pós-sinodal.

O cardeal Kevin Farrell, prefeito do Dicastério para os Leigos, Família e Vida (Santa Sé), disse na sua intervenção, transmitida online, que a Igreja Católica lança, com este ano especial, um convite às suas comunidades e a toda a sociedade para “acompanhar os casais e famílias em crise, apoiar os que ficaram sós, as famílias pobres e dilaceradas”.

“A pandemia teve consequências muito dolorosas para milhões de pessoas. Mas a própria família, apesar de ter sido duramente atingida em muitos aspetos, mais uma vez mostrou o seu rosto de ‘guardiã da vida’, como era São José”, observou.

O colaborador do Papa respondeu a uma questão sobre a recente declaração da Congregação para a Doutrina da Fé, proibindo bênçãos para uniões de pessoas do mesmo sexo, e destacou que “a vida pastoral da Igreja está aberta a todas as pessoas”, sublinhando a diferença entre o matrimónio, como sacramento, e união civil.

Para o cardeal norte-americano, este ano “é uma oportunidade para chegar às famílias, para fazer com que não se sintam sozinhas diante das dificuldades, para caminhar com elas”.

O Dicastério para os Leigos, Família e Vida preparou um folheto informativo, partilhado com as dioceses, as paróquias e as famílias, disponível também no site da Conferência Episcopal Portuguesa.

Ao longo dos vários meses deste ano dedicado às famílias, haverá vídeos mensais sobre a exortação apostólica ‘Amoris Laetitia’ (A Alegria do Amor), com a participação do próprio Papa e testemunhos de famílias de todo o mundo.

O ano, que decorre até à celebração do X Encontro Mundial das Famílias, em Roma (26.06.2022), tem como objetivos “difundir a mensagem cristã sobre a família à luz dos desafios do nosso tempo; aprofundar o texto da exortação apostólica e do magistério do Papa Francisco; convidar as Conferências Episcopais, as dioceses e as paróquias, juntamente com os movimentos, associações e famílias, a dedicar-se com vigor à pastoral da família”.

O Papa publicou a 8 de abril de 2016 a sua exortação apostólica sobre a Família, ‘Amoris Laetitia’, uma reflexão que recolhe as propostas de duas assembleias do Sínodo dos Bispos (2014 e 2015) e dos inquéritos aos católicos de todo o mundo.

Ao longo de nove capítulos, em mais de 300 pontos, Francisco dedica a sua atenção à situação atual das famílias e os seus numerosos desafios, desde o fenómeno migratório à “ideologia de género”; da cultura do “provisório” à mentalidade “antinatalidade”, passando pelos dramas do abuso de menores.

OC

Vaticano: Papa convoca ano especial dedicado à família

Partilhar:
Share