Foto: Folha do Domingo/Samuel Mendonça

Faro, 20 nov 2019 (Ecclesia) – O bispo do Algarve disse no III Dia Mundial dos Pobres que faz parte da ação da Cáritas diocesana “a promoção da consciência social” nesta Igreja local e “a partilha de bens, tão importante para esta mudança de mentalidade”.

“Celebrar o III Dia Mundial dos Pobres, e nele o aniversário da Cáritas, deveria significar para todos nós, Igreja no Algarve, à luz da Palavra escutada e da mensagem do Papa Francisco, o empenho em nos assumirmos como semeadores de esperança em todas as formas de pobreza que atingem a nossa sociedade, com iniciativas e gestos concretos que possibilitem que essa semente germine, cresça e dê frutos”, referiu D. Manuel Quintas na homilia da Missa a que presidiu no último domingo.

A Cáritas Diocesana do Algarve comemorou nesta data o seu 62.º aniversário e também os 50 anos do Centro Infantil.

Segundo informação enviada hoje à Agência ECCLESIA, pelo jornal ‘Folha do Domingo’, o bispo diocesano explicou que a “promoção da consciência social na diocese e a partilha de bens”, que fazem parte da ação da Cáritas são importantes para a “mudança de mentalidade” que o bem de cada um “será um bem maior e mais pleno se for inclusivo”.

Depois da Eucaristia, num almoço no salão da paróquia de São Luís de Faro, o bispo do Algarve manifestou “orgulho na Cáritas Diocesana, por aquilo que e por aquilo que faz”, observando que a instituição não “substitui a responsabilidade de cada um”.

“A sua missão não é substituir-nos, mas despertar-nos e alertar-nos a acolher e recolher esforços e contributos de todos, canalizando-os para minorar o sofrimento daqueles que mais sofrem”, realçou.

O presidente da Cáritas Diocesana do Algarve, Carlos Oliveira, disse que vão continuar a procurar “contribuir para a promoção da ação social da Igreja”, manifestou o desejo de uma construção da sede onde se pudesse “instalar definitivamente o Lar da Mãe, o lar de passantes e muitas outras respostas sociais” e a determinação em “melhorar a vida” das crianças do Centro Infantil

O jornal diocesano ‘Folha do Domingo’ informa que a comemoração do 62.º aniversário da Cáritas do Algarve terminou com a homenagem, com atribuição de uma placa a antigos dirigentes, funcionários, voluntários, ex-colaboradores e amigos da instituição.

O cinquentenário do Centro Infantil já tinha sido assinalado com o descerramento de uma placa comemorativa e a inauguração de uma exposição fotográfica retrospetiva da sua história, na sexta-feira anterior, a 15 de novembro.

CB/OC

Partilhar:
Share