Responsável presidiu a celebração na festa do Senhor Bom Jesus Milagroso, na ilha do Pico

Foto: Igreja Açores

Madalena do Pico, Açores, 08 ago 2022 (Ecclesia) – O núncio apostólico da Santa Sé na Geórgia e na Arménia, D. José Avelino Bettencourt, presidiu este sábado à Missa na festa do Senhor Bom Jesus Milagroso, na ilha açoriana do Pico, pedindo orações pela paz na Ucrânia.

“É justo que rezemos pelas vítimas de todos os males: não podemos deixar de não rezar pela paz no mundo, em especial na Ucrânia. Também trazemos o susto dos sismos que abalaram os nossos corações. Ofereçamos a nossa peregrinação como um Te Deum de ação de graças por conseguirmos ultrapassar os sobressaltos da natureza”, disse o arcebispo luso-canadiano, citado pelo portal ‘Igreja Açores’.

A partir da festa litúrgica da Transfiguração do Senhor, D. José Avelino Bettencourt apontou ao objetivo de construir “um mundo melhor”.

“Hoje, para nós, o Monte Tabor é aqui; na caminhada houve discípulos que acompanharam Cristo; outros ficaram atrás à espera… Quantas tribulações passamos para acompanhar o Senhor e quanta coragem é precisa para O acompanhar e não ficarmos enganados na sombra e na escuridão do mundo”, interpelou o responsável diplomático da Santa Sé.

“A vida é mais do que o mundo em que nós vivemos. Na Transfiguração de Jesus vê-se o poder e a dinâmica de Deus. É Deus que nos transforma”, acrescentou.

O arcebispo recordou a sua primeira peregrinação ao Pico em 1976, com 12 anos de idade e na companhia dos pais, já emigrados no Canadá, onde estudou e se formou.

“A ilha do Pico é terra de fé e de grandes figuras que serviram a Igreja e a pátria”, afirmou.

Depois da concelebração, seguiu-se a procissão solene, suspensa nos últimos dois anos, devido à pandemia de Covid-19.

A Festa do Senhor Bom Jesus Milagroso terminou este domingo.

OC

Partilhar:
Share