D. José Avelino Bettencourt, núncio da Santa Sé na Arménia e na Geórgia, preside este mês às festas do Senhor Santo Cristo

Angra do Heroísmo, Açores, 15 mai 2019 (Ecclesia) – O Coro Alto da Igreja do Convento da Esperança, em Ponta Delgada, Açores, esteve fechado ao público para ser restaurado e vai reabrir a tempo das festividades do Senhor Santo Cristo dos Milagres.

O reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, na Diocese de Angra, espera que as obras de conservação e restauro dos coros e oratórios “sejam do agrado de todos”.

“O Coro Alto e o Coro Baixo, onde se encontra a imagem, serão na essência os dois lugares mais importantes a que se juntará a sala com o tesouro do Senhor Santo Cristo”, afirmou o cónego Adriano Borges.

“Julgo que este trabalho de conservação e restauro será uma mais-valia para aquilo que queremos que seja a passagem para o núcleo museológico”, acrescentou, realçando que “era uma obra urgentíssima”, uma vez que “o espaço corria riscos de desintegração”, divulga o sítio online diocesano ‘Igreja Açores’.

A intervenção envolve a limpeza e restauro de 18 conjuntos, que incluem 16 oratórios – três dos quais retábulos- e dois portais, toda a estatuária e os tecidos que vestem as imagens, e pinturas e recuperação de madeiras.

“São peças únicas, todos têm características particulares e exigem trabalhos diferentes; Cada um destes oratórios e retábulos, embora seja uma peça individual deve ter uma leitura conjunta e nós temos de ter isso presente”, salientou a restauradora e conservadora Liliana Silva.

Nuno Proença, da equipa de conservação, explicou que depois de uma intervenção no Coro Baixo, “ao nível da azulejaria de Oliveira Bernardes”, a intervenção no Coro Alto “é semelhante procurando encontrar soluções para que o conjunto possa ser fruído”.

O Coro Alto da igreja do Convento da Esperança é o local onde as Religiosas Clarissas assistiam à Eucaristia e demais festividades.

O sítio ‘Igreja Açores’ contextualiza que o espaço tem uma formação retangular, à esquerda e à direita um longo cadeiral que era das freiras de clausura e também vai ser intervencionado.

As festas do Senhor Santo Cristo, no quinto domingo a seguir à Páscoa, decorrem este ano de 24 a 30 de maio e vão ser presididas pelo núncio apostólico (embaixador da Santa Sé) na Arménia e na Geórgia, o arcebispo D. José Avelino Bettencourt, que nasceu nos Açores.

O culto ao Senhor Santo Cristo dos Milagres foi impulsionado a partir dos séculos XVII e XVIII, dentro dos princípios adotados pela Igreja Católica no Concílio de Trento, no sentido da defesa da importância do culto e da veneração de imagens, um dos princípios de divergência em relação à Reforma protestante.

CB/OC

Partilhar:
Share