Diana Salgado, Economia de Francisco – Portugal 

As expetativas para o evento da Economia de Francisco eram enormes!

Finalmente poder conhecer, em presença, a família EoF, com jovens dos vários continentes do mundo, com quem temos vindo a trabalhar desde 2019;

A possibilidade de participarmos em conferências, com importantes referências na investigação / intervenção ativa em diversas áreas;

A vontade de dizer “obrigada!”, Papa Francisco, por mais este desafio que nos fizeste!

Mas Assis, o encontro da Economia de Francisco foi tão, tão mais que isto!

Foi conhecer e percorrer parte do caminho de São Francisco, sendo inspirados a despojar-nos, a prestarmos atenção aos que nos rodeiam, a cuidarmos uns dos outros e da nossa casa comum.

Foi conhecer testemunhos fortes e acutilantes de jovens, de todo o mundo, com experiências, conhecimentos, dificuldades e alegrias tão diversas.

Foi encontrar forma de fazer presentes os que, por diversos motivos, não puderam viajar até Assis!

Foi partilhar a vida, os sorrisos e abraços, pela alegria do encontro, mas também das lágrimas pela emoção incontrolável de nos sabermos em comunidade, dispostos a expor as nossas vulnerabilidades, as nossas dores de crescimento, as nossas dúvidas… Mas também disponíveis a acolher os sinais, a sentir a verdadeira fraternidade e a presença do amor de Cristo, que nos inspira a seguir, a construir em conjunto, a ser pontes.

A riqueza destes dias foi a partilha sincera, a alegria pela consciência da nossa diversidade, a felicidade sentida pelo reconhecimento de tantos que se entregaram por completo a este processo, pondo a sua mente, as suas mãos e o seu coração ao serviço de todos!

A EoF somos nós, cada um de nós, dispostos a abdicar do nosso ego, colocando-nos ao serviço de todos e da nossa casa comum.

It’s only in giving that we, together!, can flourish.

Mas o caminho não termina aqui. Este foi mais um passo na nossa jornada. Ontem reforçamos o nosso compromisso com o pacto firmado com o Papa Francisco, colocando-nos ao serviço para garantir “uma economia guiada pela ética da pessoa e aberta à transcendência, uma economia que crie riqueza para todos, que gere alegria e não apenas bem-estar, porque a felicidade não partilhada é muito pouco.”

O desafio não foi viver estes dias! O desafio continua na nossa escolha diária (e difícil!) de viver estes valores e princípios que defendemos, em sermos testemunho de palavra e de ação.

Obrigada, obrigada, obrigada. Que privilégio este de ser e fazer parte desta incrível comunidade. A EoF somos nós, tu também estás incluído!

Partilhar:
Share