«Surpresa» de Francisco marcou início da Eucaristia, no recinto de oração

Fátima, 13 mai 2021 (Ecclesia) – O Papa enviou hoje uma mensagem aos peregrinos que participam nas celebrações do 13 de maio, em Fátima, pedindo orações pelas vítimas da pandemia.

“Por todas as pessoas que estão a sofrer com esta pandemia de Covid-19, por tantas pessoas que perderam o seu trabalho, os seus entes queridos… Por tanta pobreza e miséria que esta pandemia está a provocar”, recordou Francisco, num vídeo transmitido no início da Eucaristia desta manhã.

Os 7500 peregrinos que lotaram o espaço que lhes estava reservado para esta celebração aplaudiram a “surpresa” que lhes foi apresentada, no recinto de oração da Cova da Iria.

O Papa disse que este é “o momento de pedir à Mãe por todo o mundo”.

“E por cada um de nós, pelas famílias, pela pátria, por Portugal. Este é o momento da oração e Ela, com o seu coração de Mãe, vai acompanhar-nos. Nunca se esqueçam de temos uma Mãe e Ela gosta muito de nós”, acrescentou.

Foto: Santuário de Fátima

Francisco começou por saudar os peregrinos, “de forma especial”.

“Obrigado por se lembrarem de Nossa Senhora e por irem visitá-la. Obrigado por manterem no coração este desejo de estar junto da Mãe”, disse.

“Que Deus os abençoe e Ela cuide de vocês, como cuida sempre dos seus filhos”, referiu, antes de se despedir com uma bênção e o tradicional pedido de orações por si.

O Santuário de Fátima acolhe hoje, a partir das 17h00, uma etapa da “maratona” de oração promovida pelo Papa, durante o mês de maio, com a recitação do terço pelo fim da pandemia.

A celebração vai decorrer na Capelinha das Aparições, sob a presidência do cardeal D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, e transmissão mundial pelos canais oficiais do Vaticano.

“O Papa Francisco desafiou a Igreja a unir-se numa maratona de oração, numa cadeia de oração, durante este mês de maio pelo fim da pandemia. O fundamental desta iniciativa é que cada cristão reze o terço, em cada dia deste mês, por essa intenção”, explicou o reitor do Santuário, no lançamento da peregrinação internacional aniversária do 13 de maio.

Papa Francisco em Fátima, 13.05.2017

Falando aos jornalistas, esta quarta-feira, o padre Carlos Cabecinhas sublinhou que a iniciativa de oração, que passa por vários santuários mundiais, acontece hoje, “simbolicamente”, na Cova da Iria.

“Porque a proposta vem do Papa, porque acreditamos na força da oração e porque a oração do terço é parte integrante da Mensagem de Fátima, o Santuário não poderia deixar de se associar a esta iniciativa”, indicou.

O Conselho Pontifício para a Nova Evangelização (Santa Sé) informa que para além do Rosário, cada dia do mês de maio tem uma intenção de oração pelas “pessoas mais afetadas” pela pandemia Covid-19.

A celebração no santuário português tem, como intenção particular, a oração por todos os presos.

OC

Partilhar:
Share