Lisboa, 09 out 2019 (Ecclesia) – A ‘Ajuda de Berço’ vai assinalar o início da construção da nova casa da instituição, que vai permitir um “aumento de 15 vagas para acolhimento de crianças”, com o lançamento simbólico da primeira pedra, pelas 15h00, desta sexta-feira, em Benfica, Lisboa.

“Este novo espaço tem como objetivo aumentar a capacidade de resposta de acolhimento de crianças que, acrescendo ao facto de terem sido abandonados ou retiradas às suas famílias, por alguma situação de negligência, têm situações de saúde muito frágil, como deficiência ou doenças crónicas ou agudas”, explica um comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA.

A nova casa da ‘Ajuda de Berço’ vai significar um aumento de “15 vagas para acolhimento de crianças” e este espaço vai receber as 20 crianças que estão na casa da Av. De Ceuta, que “apresenta sinais de degradação visível”.

Segundo a Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) a construção da nova casa tem um período de construção de 18 meses e surge para “dar uma resposta mais competente” a crianças doentes vítimas de abandono ou situações de risco, para quem “é muito difícil encontrar um projeto de vida definitivo”.

“A construção permitirá ainda alargar a idade de acolhimento das crianças com doença e prolongar a sua permanência na casa. O outro espaço da Ajuda de Berço, a casa de Monsanto, irá manter-se com capacidade para 20 crianças”, explica.

A associação de solidariedade assinala que pretende ser uma “resposta social” dando a muitas crianças em risco a possibilidade de viver e crescer numa casa que lhes “proporcione condições favoráveis ao seu bom desenvolvimento e estabilidade e que tenha os meios necessários, técnicos e humanos, para prestar os cuidados inerentes às suas doenças”.

A ‘Ajuda de Berço’, centro de acolhimento temporário, que se constituiu como IPSS no dia 12 de março de 1998, “já acolheu um total de 405 crianças” dos 0 aos 3 anos de idade que são vítimas de situação de risco ou abandono, em regime de permanência, e desde a sua fundação, a instituição.

O ator Ricardo Carriço vai ser o “anfitrião” da iniciativa simbólica ao apresentar o novo projeto no terreno da futura Nova Casa da ‘Ajuda de Berço’, esta sexta-feira, na Rua Jorge Barradas, em Benfica, Lisboa.

O evento vai ter as intervenções do cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, o “grande impulsionador do projeto”, da presidente da direção da associação, Sandra Anastácio, e de Fátima Madureira, chefe do gabinete do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, organismo que cedeu o terreno.

O cantor João Só vai apresentar o hino da campanha da ‘Ajuda de Berço’, um tema da sua autoria, e vai estar presente a equipa que tornou este projeto possível, fundadores, sócios e doadores da instituição, assim como algumas figuras públicas que têm ligação a este projeto.

CB

Especial: «Ninguém é mãe de substituição» – Sandra Anastácio, diretora da Ajuda de Berço

Partilhar:
Share