Lisboa, 28 mai 2019 (Ecclesia) – A obra «Moinho da Memória – História, Religião e Política» da autoria de D. Carlos Azevedo, delegado do Conselho Pontifício para a Cultura, vai ser lançada a 06 de junho, às 21h30 no Auditório da Paróquia de São Tomás de Aquino, em Lisboa.

Com a presença do autor, «Moinho da Memória – História, Religião e Política» tem a chancela da «Paulus Editora» e vai ser apresentado pelo jornalista António Marujo, lê-se no programa enviado à Agência ECCLESIA.

«Culto do Espírito Santo: dar lugar carnal à utopia», «Necessidade da Igreja sair do paradigma constantiniano»; «“Macaco do papa”: a visão crítica dos núncios em Portugal para com o Patriarca de Lisboa (1717-1754)»; «Paulo VI acolhe os movimentos de libertação em 1970: antecedentes e reações em Portugal»; «Carácter inovador do múnus pastoral de Dom Sebastião Soares de Resende e o seu contributo no II Concílio do Vaticano» e «Fiel crítica política de um católico: coerência evangélica de Dom António Ferreira Gomes, antes e depois de abril» são alguns dos dez capítulos da obra.

Na introdução do livro, D. Carlos Azevedo realça que as reflexões são o fruto de “algumas horas passadas junto do moinho das fontes para lhes retirar o alimento orientador dos passos em ordem a um futuro novo”.

O leitor “facilmente se apercebe dos contextos motivadores destes trabalhos, nascidos como serviço” a quem interpelou o autor “para refletir ou dar a conhecer personagens e factos marcantes da memória, necessitada de ser reavivada”, lê-se.

LFS

Partilhar:
Share