Calendário

Jul
9
Sex
Igreja/Cultura: Dioceses de Aveiro, Guarda, Lamego e Viseu promovem exposição itinerante
Jul 9_Out 15 todo o dia

Lisboa, 06 jul 2021 (Ecclesia) – As Dioceses de Aveiro, da Guarda, de Lamego e Viseu vão inaugurar a exposição itinerária ‘Diálogos. Na beleza das obras contemplamos a beleza do criador’, pelas 18h00 desta sexta-feira, que abre ao público no dia seguinte, 10 de julho.

“As obras selecionadas permitem compreender a temática que estrutura a exposição: A complexidade e interesse dos diálogos que se desenvolvem entre o artista e os materiais que utiliza para a criação de obras de arte, são fruto da criação de Deus”, lê-se na nota de imprensa enviada hoje à Agência ECCLESIA.

As quatro dioceses – Aveiro, Guarda, Lamego e Viseu – partilham 50 peças de diversas tipologias artísticas, como a pintura, a escultura, a azulejaria e a ourivesaria, dos períodos medieval, moderno e contemporâneo, “provocando o cruzamento de diferentes propostas estilísticas e iconográficas”.

A exposição temporária ‘Diálogos. Na beleza das obras contemplamos a beleza do criador’ vai ser inaugurada esta sexta-feira, pelas 18h00, no Museu Diocesano de Lamego, e, por causa dos condicionalismos da pandemia Covid-19, abre ao público no sábado, dia 10.

“A realização desta iniciativa em parceria das quatro dioceses ocasiona a ampliação do acesso à fruição dos bens culturais da Igreja, bem como a troca de experiências e o confronto de especificidades e identidades entre o património deste vasto território, no quadro de uma mesma Igreja”, acrescenta a nota enviada pelo Departamento da Pastoral do Turismo da Diocese de Lamego.

As dioceses assinalam que a “a salvaguarda do património” está sempre associada estes projetos, promovida pelas intervenções de conservação e restauro das obras que vão ser expostas, uma oportunidade para “possibilitar a fruição a um público muito alargado de obras que na sua maioria não se encontram ao culto”, até outubro de 2022.

A nova exposição é itinerante e, depois de Lamego onde permanece até 15 de outubro, vai poder ser visitada na Casa da Cultura de Ílhavo, em Aveiro, de 22 de outubro a 04 de fevereiro de 2022.

A Diocese de Viseu, nomeadamente o Museu da Misericórdia, recebe esta mostra de 18 de fevereiro a 17 de junho do próximo ano e estes ‘Diálogos. Na beleza das obras contemplamos a beleza do criador’ terminam o périplo no Museu Diocesano da Guarda, entre 24 de junho e 18 de outubro de 2022.

CB/PR

Set
23
Qui
Igreja/Europa: Assembleia plenária da CCEE decorre em Roma
Set 23_Set 26 todo o dia

Roma, 23 Set 2021 (Ecclesia) – O Conselho das Conferência Episcopais da Europa (CCEE) reúne-se, desta quinta-feira a 26 de setembro, em Roma, Itália, para refletir sobre «CCEE, 50 anos ao serviço da Europa, memória e perspetiva no horizonte de Fratelli tutti».

A assembleia plenária da CCEE conta com a presença do presidente e secretário da Conferência Episcopal Portuguesa, D. José Ornelas Carvalho e padre Manuel Joaquim Gomes Barbosa, realça uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O encontro magno tem início às 16h00 (hora de Portugal) com a celebração eucarística presidida pelo Papa Francisco na Basílica de São Pedro e de seguida os presidentes das Conferências Episcopais farão a profissão de fé junto ao túmulo de São Pedro e rezarão pela Europa junto ao túmulo de São João Paulo II, além de momentos de oração pessoal junto aos túmulos de São Paulo VI e do Papa João Paulo I.

Esta sexta-feira, depois da celebração presidida pelo Cardeal Marc Ouellet, Prefeito da Congregação para os Bispos, seguem-se as sessões de trabalho com intervenções do Cardeal Pietro Parolin, Secretário de Estado do Vaticano, e do Cardeal Angelo Bagnasco, Presidente do CCEE, entre outras, com debates em sessões plenárias.

De realçar a presença de Isabel Capeloa Gil, reitora da Universidade Católica Portuguesa, que apresenta o tema: «Que espera a Europa da Igreja: análise cultural».

No dia 25, Antonio Tajani, que foi Presidente do Parlamento Europeu,  fará uma análise sociopolítica sobre o que a Europa espera da Igreja.

Estão previstas intervenções do Cardeal Jean-Claude Hollerich, Presidente da COMECE, Mons. Aldo Giordano, Núncio Apostólico junto da União Europeia, e de Mons. Marco Ganci, Observador Permanente da Santa Sé junto do Conselho da Europa. Do programa consta ainda a aprovação de relatórios internos do CCEE e um tempo para informações e questões de atualidade.

“É provável que haja alguma informação sobre a JMJ Lisboa 2023. O dia termina com as eleições da nova Presidência do CCEE”.

LFS

Set
24
Sex
Fátima: Santuário promove «itinerário para a cristificação da vida»
Set 24@19:00_Set 26@13:00

Fátima, 21 set 2021 (Ecclesia) – O Santuário de Fátima vai promover o retiro espiritual ‘Do coração de Maria ao coração de Cristo. Um itinerário para a cristificação da vida’, entre sexta-feira e domingo, de 24 a 26 de setembro, na Casa de Nossa Senhora das Dores.

O santuário mariano informa que esta iniciativa pretende proporcionar um “momento de vivência espiritual à luz da mensagem de Fátima”.

Segundo a Escola do Santuário, que promove o retiro, o título ‘Do coração de Maria ao coração de Cristo. Um itinerário para a cristificação da vida’ “exprime o “dinamismo essencial” da mensagem de Fátima que encontra a sua síntese no Imaculado Coração de Maria, “Senhora do Rosário, Senhora da silenciosa e comprometida contemplação dos mistérios da encarnação redentora”.

“Entrando no coração de Maria, encontramo-nos nele com o coração de seu Filho e percebemos que batem a um único e mesmo ritmo”, refere.

A nota explicativa desta iniciativa assinala que no coração da “mulher-mãe-discípula” é possível descobrir o “modelo do coração dos discípulos de seu Filho”; Lúcia, Francisco e Jacinta viveram este processo de cristificação “do seu próprio ser e da sua existência”.

O retiro espiritual vai ser orientado pelo padre José Nuno Silva, capelão do santuário; Do programa constam seis momentos de reflexão e vários de oração.

O Santuário de Fátima informa ainda que as inscrições são gratuitas, mas “obrigatórias e sujeitas a confirmação”, para o encontro que começa às 19h00 desta sexta-feira, e termina no domingo, 26 de setembro, com a Missa das 11h00, no Recinto de Oração.

CB

Set
25
Sáb
Património: Igrejas, um santuário e um seminário no roteiro do «Open House» 2021
Set 25_Set 26 todo o dia

Lisboa, 20 set 2021 (Ecclesia) – O ‘Open House Lisboa’ 2021 convida a visitar entre 25 e 26 de setembro 68 espaços, que incluem igrejas, um seminário e um santuário, um mosteiro e convento, na capital portuguesa e em Almada.

No roteiro da 10ª edição do ‘Open House Lisboa’ incluem-se a igreja de Nossa Senhora da Assunção, o Santuário de Cristo Rei e o Seminário de São Paulo, em Almada (Diocese de Setúbal), e o Convento de Santos-o-Novo, a igreja São Jorge de Arroios e o Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.

Construídas no século XX, as igrejas de Nossa Senhora da Assunção e de São Jorge de Arroios são exemplos da arquitetura modernista portuguesa e foram edificadas no contexto do Movimento de Renovação da Arte Religiosa (MRAR), fundado em 1953, juntou arquitetos, artistas plásticos e historiadores.

‘Os Caminhos da Água’ é o tema do ‘Open House Lisboa’ 2021 e na vida do Mosteiro dos Jerónimos “a água era um elemento fundamental”.

A organização do evento convida a conhecer ‘as águas invisíveis do Mosteiro dos Jerónimos’ e explica que “detrás do monumental edifício existia a cerca, uma grande propriedade murada, que ocupava a encosta do Restelo, onde existiam campos agrícolas, hortas, pomares, pedreiras, capelas e “águas invisíveis”.

O ‘Open House Lisboa’, organizado pela Trienal de Arquitetura de Lisboa, desde 2012, oferece a um público alargado o “livre acesso à arquitetura da cidade”, este ano também em Almada, nos próximos dias 25 e 26, e há espaços que requerem marcação prévia, as reservas abrem a 22 de setembro.

A rede ‘Open House Worldwide’, fundada em 1992 por Victoria Thornton, conta com 50 cidades por todo o mundo, como Londres, Nova Iorque, Buenos Aires, Lagos ou Seul, com cerca de dois milhões de visitantes só no ano de 2019; Em Portugal, em 2015 e 2016, foi realizado também o ‘Open House Porto’.

CB

Set
26
Dom
Braga: Curso da «Escola de Famílias» sobre «A Alegria do Amor em todas as fases da vida»
Set 26 todo o dia

Braga, 13 Set 2021 (Ecclesia) – O Departamento Arquidiocesano da Pastoral Familiar (DAPF) de Braga propõe, para a Escola de Famílias de 2021/2022, um conjunto de temáticas que abordam várias fases da caminhada familiar.

A primeira sessão realiza-se no dia 26 de setembro e tem como tema “Filhos… não trazem livro de instruções!”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

Esta sessão vai dedicada à infância, com testemunhos de casais sobre como transmitir Deus às crianças; como tornar Deus presente nas rotinas familiares com crianças pequenas; e como abordar interpelações dos filhos sobre a fé.

A 28 de novembro concretiza-se outra sessão sobre “Autoridade e Liberdade: como equilibrar?”, onde vão ser abordados “variados desafios que os pais enfrentam na educação dos filhos, especialmente na adolescência”.

“E em caso de infidelidade?” é o tema da sessão de 30 de janeiro de 2022 que aborda a problemática da infidelidade, focando aspetos como: “O que é a infidelidade? Como evitá-la? O relacionamento pode ser recuperado?”

O Ano Família Amoris Laetitia, que se iniciou a 19 de março, foi decretado pelo Papa Francisco com o objetivo de caminhar com as famílias.

A experiência da pandemia evidenciou o papel central da família como Igreja doméstica e a importância dos laços comunitários entre as famílias, que fazem da Igreja uma «família de famílias».

Em cada sessão haverá sempre testemunhos e a partilha de ideias e experiências.

O formato será presencial, mas também com transmissão online.

LFS

Igreja: Conselho das Conferências Episcopais Europeias celebra 50 anos na assembleia plenária
Set 26 todo o dia

Papa Francisco preside à Missa de abertura do encontro

St Gallen, Suíça, 03 set 2021 (Ecclesia) – O Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) vai celebrar os seus 50 anos na assembleia plenária anual, com a participação dos presidentes das conferências episcopais europeias, de 23 a 26 de setembro, em Roma.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o CCEE informa que o Papa Francisco vai preside à Eucaristia que vai ser a sessão inaugural da assembleia, às 17h00 locais (menos uma hora em Lisboa), no próximo dia 23, na Basílica de São Pedro.

Depois da celebração, os presidentes das Conferências Episcopais de toda a Europa e os participantes da reunião vão visitar os túmulos dos Papas que acompanharam o CCEE para “um momento de oração”.

‘CCEE, 50 anos ao serviço da Europa, memória e perspetivas no contexto da Fratelli Tutti’ é o tema da assembleia plenária anual do Conselho das Conferências Episcopais da Europa.

“É uma oportunidade para analisar a situação europeia, identificar os elementos mais significativos que influenciam o tecido eclesial e civil do nosso continente e fazer uma memória viva das raízes cristãs inerentes à sua história”, explica o CCEE, acrescentando “e para renovar o empenho da Igreja na construção da Europa”.

Segundo o comunicado, os presidentes das Conferências Episcopais da Europa vão ser recebidos pelo presidente da República Italiana, Sergio Mattarella, na tarde de 24 de setembro, no Quirinale, a residência oficial do presidente italiano.

O Conselho das Conferências Episcopais da Europa está a celebrar o 50º aniversário este ano, foi criado em março de 1971, e aprovado por São Paulo VI.

CB

Lisboa: Mosteiro de São Vicente de Fora dinamiza visitas ao património e à história
Set 26 todo o dia

Lisboa, 03 ago 2021 (Ecclesia) – O Mosteiro de São Vicente de Fora, do Patriarcado de Lisboa, vai realizar diversas visitas temáticas no mês de setembro, onde apresenta a história e vida do monumento nacional, já a partir deste sábado, no ‘Panteão Real’.

No programa enviado à Agência ECCLESIA, o Mosteiro de São Vicente de Fora destaca que o ‘Panteão Real dos Bragança’, onde se encontra sepultada “quase toda a última dinastia de Portugal”, é o “mais completo panteão real do país”.

Na visita temática deste sábado, 4 de setembro, os participantes vão aprender, por exemplo, a origem e história desta casa real e porque é que o Panteão Real dos Bragança se encontra no mosteiro,

A iniciativa ‘Candlelight Open Air’ também vai passar por este monumento nacional e o convite é a viver “uma experiência única” ao assistir a um concerto composto por músicas que inspiraram o livro da escritora Isabel Stilwell, no ano em que se celebram os 500 anos da morte de D. Manuel I, a 11 de setembro.

No dia 18 de setembro, o convite é a conhecer ‘o Quotidiano’ desta casa, “as curiosidades” sobre a vida no mosteiro, “o dia-a-dia dos monges e a sua relação com a cidade”.

Foto Agência Ecclesia; Capela de Santo António no Mosteiro de São Vicente de Fora

O Mosteiro de São Vicente de Fora também foi a casa de Santo António e, entre 25 de setembro e 3 de outubro, vão dar a conhecer mais sobre o frade franciscano “de forma divertida”, em atividades mais direcionadas para as famílias.

O programa enviado à Agência ECCLESIA destaca que o mosteiro do Patriarcado de Lisboa vai assinalar as Jornadas Europeias do Património com “atividades especiais”, de 24 a 26 deste mês, com uma visita temática, um peddypaper e uma visita geral ao mosteiro.

A história do mosteiro começou com a conquista da cidade de Lisboa aos Mouros, por D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, que “faz a promessa de que, caso fosse vitorioso nesta batalha, iria erguer neste preciso local um mosteiro dedicado a São Vicente de Fora”; logo em 1147 é colocada a primeira pedra.

O mosteiro recebeu os Monges Regrantes de Santo Agostinho, “que habitaram o até ao século XIX”, foi a primeira casa monástica que recebeu Fernando de Bulhões – Santo António – antes de ir para Ordem Franciscana, tem uma capela que é lugar de paragem obrigatória, onde terá sido a sua cela, e é também o Panteão dos Patriarcas, onde se encontram os túmulos da maioria dos cardeais-patriarcas de Lisboa na antiga sala do capítulo dos monges.

CB

Set
27
Seg
Lisboa: Centro de Formação à Distância abre inscrições para o curso «Revelação e Fé»
Set 27 todo o dia

Lisboa, 08 set 2021 (Ecclesia) – O Centro de Formação à Distância, do Instituto Diocesano da Formação Cristã (IDFC) de Lisboa, informa que o curso ‘Mensagem Cristã I – Revelação e Fé’, em regime de e-learning, vai iniciar a 27 de setembro.

“Os cursos de Mensagem Cristã são a formação inicial para uma aprendizagem acerca dos conteúdos básicos da fé cristã. Estes começam pelos conceitos de revelação e de fé, baseados no Catecismo da Igreja Católica e nos documentos mais recentes do Magistério sobre estes temas”, explica o Centro de Formação à Distância, do Patriarcado de Lisboa.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, o centro de formação informa que o curso ‘Fé e Revelação’ está estruturado em três grandes partes: ‘O Homem em busca de sentido – Qual o sentido da vida? Quem sou eu?’; ‘Deus comunica a sua vida – Um Deus que se revela’ e ‘A Fé: Dom de Deus, Resposta do Homem – A resposta do homem’.

Em linhas gerais, neste curso os participantes vão ver como a partir das perguntas fundamentais, “que todo o homem se coloca a si mesmo”, encontram o modo de entender como “Deus se revela ao homem”; “Deus revela-se para comunicar ao homem a Sua vida e lhe oferecer um horizonte de transcendência” e a reflexão sobre a resposta do homem à revelação de Deus vai conduzir o estudo a “abordar a fé e os seus conteúdos principais”.

O Centro de Formação à Distância indica que as inscrições para o curso ‘Mensagem Cristã I – Revelação e Fé’ terminam a 15 de setembro, e a formação começa no próximo dia 27, sendo este o primeiro de quatro módulos, que têm continuidade noutros cursos, nomeadamente, ‘Bíblia e Jesus Cristo’, ‘Igreja e Sacramentos’, e ‘Moral Cristã’.

O Instituto Diocesano da Formação Cristã, do Patriarcado de Lisboa, informa que estão abertas as inscrições para o Ano Pastoral 2021/22, que vai começar dia 23 de setembro, com uma Eucaristia e entrega de diplomas, às 19h00, na igreja do Sagrado Coração de Jesus.

CB

Set
28
Ter
Leiria: Cardeal D. António Marto faz a abertura do ano na Escola «Razões da Esperança»
Set 28@21:00

Leiria, 17 Set 2021 (Ecclesia) – A abertura do ano letivo da Escola «Razões da Esperança» realiza-se, às 21h00, do dia 28 de setembro, com a celebração da eucaristia na Igreja do Seminário diocesano presidida pelo cardeal D. António Marto, Bispo de Leiria-Fátima.

Na sessão, o Cardeal D. António Marto fará “uma breve apresentação” do novo diretor do Centro de Cultura e Formação Cristã, o padre Rui Ruivo, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Pelas 22h00 é feita a apresentação da única disciplina da primeira hora no 1º semestre – «Rumo a uma Igreja sinodal a convite do Papa Francisco” – a cargo do padre José Augusto Rodrigues.

No dia 12 de outubro têm início os encontros quinzenais da Escola Diocesana Razões da Esperança (EDRE), destinados à “formação pastoral dos cristãos, sobretudo daqueles que exercem algum serviço no seio das comunidades cristãs”.

LFS

Set
29
Qua
Coimbra: Diocese apresenta plano pastoral para triénio 2021-2024, «especialmente dedicado aos jovens»
Set 29@15:00_16:00

Coimbra, 23 set 2021 (Ecclesia) – A Diocese de Coimbra vai apresentar o Plano Pastoral para o triénio 2021-2024, “especialmente dedicado aos jovens”, numa conferência de imprensa no dia 29 de setembro, pelas 15h00, na Casa Episcopal.

“Numa altura em que já se vive uma grande onda de entusiasmo rumo às Jornadas Mundiais da Juventude 2023, a Diocese de Coimbra inicia um novo triénio de caminhada pastoral, especialmente dedicado aos jovens, com o objetivo de lhes abrir novos caminhos de encontro com Cristo e potenciar a sua integração na Igreja”, destaca a Diocese de Coimbra.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, a diocese informa que vão participar na conferência de imprensa de apresentação do Plano Pastoral para o triénio 2021-2024 o bispo de Coimbra D. Virgílio Antunes, o vigário episcopal para a pastoral, o padre Manuel Carvalheiro, e Ana Filipa Santos, membro do Conselho Pastoral Diocesano.

“O Plano Pastoral Diocesano será um instrumento unificador de orientações, perspetivas e sonhos da nossa Igreja de Coimbra, que se sente a caminhar em sintonia com o Espírito de Deus, necessitada de juventude e que se deseja ver renovada em todas as suas pessoas e estruturas por uma presença maior dos jovens tocados pela fé em Jesus Cristo”, explicou D. Virgílio Antunes na carta pastoral ‘Jovem, levanta-te! Cristo vive.’ para o triénio 2021-2024.

A Diocese de Coimbra assinala que o plano pastoral para os próximos três anos, “inspirado no dinamismo sinodal”, foi elaborado com base na avaliação ao plano pastoral do triénio anterior e com o contributo das respostas aos questionários realizados aos Conselhos Pastorais e Equipas de Animação Pastoral, aos jovens integrados na Igreja, bem como a jovens não crentes.

O novo plano pastoral centra-se nos jovens mas “dirige-se a toda a Igreja diocesana” e o seu bispo convida a comunidade a “avançar com confiança, esperança e fé”.

D. Virgílio Antunes pede o contributo de todos para a “realização desta obra comum”, a construção de uma “Igreja jovem, viva, acolhedora e fraterna”, como acreditam que “Deus a deseja”.

O plano pastoral tem três objetivos gerais que se revelam como metas que querem “alcançar, conscientes de que cada um vale por si mesmo” mas têm, ao mesmo tempo, relação com os outros dois e não devem ser entendidos como uma sequência, “mas são para operacionalizar em simultâneo”: “Envolver os jovens na edificação da Igreja”, “proporcionar aos jovens o encontro com Jesus Cristo” e “acompanhar o discernimento vocacional dos jovens”.

São também apresentados “desafios concretos” para cada comunidade/unidade pastoral como ter “um serviço de pastoral de juvenil organizado” e um serviço de pastoral e discernimento vocacional, ter um centro juvenil “como espaço de encontro, formação, oração, convívio”, a promoção de iniciativas de espiritualidade – retiros, missões, jornadas de voluntariado – e a valorização de “grandes atividades” como campos de férias, peregrinações, caminhadas.

CB

Set
30
Qui
Educação: Cáritas lança proposta a desenvolver em contexto escolar
Set 30 todo o dia

Lisboa, 16 Set 2021 (ECCLESIA) – A Cáritas Portuguesa integrou, nas comemorações do seu 65.º aniversário e na campanha «10 milhões de estrelas, um gesto pela Paz», uma proposta educativa a desenvolver em contexto escolar.

A iniciativa, «Cáritas nas Escolas», quer ajudar a consciencializar as comunidades educativas para “O valor da paz como elemento central do desenvolvimento humano” e apresentar “o Natal como vivência do encontro, da partilha e da solidariedade/ fraternidade”, dando a conhecer “o trabalho das organizações da sociedade civil”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

“Convidamos a comunidade educativa à vivência de um dia diferente, com a realização de atividades que consciencializam os alunos, do 1º ciclo ao secundário, para a defesa da dignidade humana e para a promoção da paz”, realça o comunicado.

De 13 a 30 de setembro decorrem as inscrições e os responsáveis propõem o seu desenvolvimento em três passos: «Learn it», com “recursos online”. «Live It», com a visita da “Cáritas à Escola” e o «Move It», com o desafio “10 Milhões de Estrelas”.

Esta iniciativa concretiza a dinâmica sinodal, contando com a parceria do SNEC e com a rede nacional Cáritas no desenvolvimento.

LFS

Igreja/Sociedade: Casa do Oeste promove Semana de Estudos e semana da família
Set 30@16:00_Out 3@18:00

Lisboa, 25 ago 2021 (Ecclesia) – A Fundação João XXIII, Casa do Oeste, vai promover a sua 45ª Semana de Estudos, com o tema ‘Mestre quem é o meu próximo?: Na família, na comunidade e na espiritualidade’, de 30 de setembro a 3 de outubro.

Numa nota enviada à Agência ECCLESIA, a Casa do Oeste, no Patriarcado de Lisboa, destaca que a semana de estudos tem um tema “com grande atualidade” e prepararam um conjunto de iniciativas “muito interessantes”.

Do programa destaca-se, por exemplo, a apresentação do tema ‘novos conceitos de sociedade, educação e vivência familiar’ e o testemunho das irmãs Margarida e Eduarda, fundadoras da Associação Nascentes de Luz (Maceira do Liz) Comunidade no meio rural, a 1 de outubro.

No dia seguinte a reflexão ‘Vivência ecuménica e a espiritualidade islâmica’, com o professor Fabrizio Boscaglia, uma oração ecuménica, e um peddy-paper para conhecimento da comunidade local, para além de meditação/oração à beira-mar.

A 45ª Semana de Estudos e semana da família – ‘Mestre quem é o meu próximo?: Na família, na comunidade e na espiritualidade’ – termina no domingo, 3 de outubro, e vão refletir sobre como ‘construir e crescer com relações saudáveis; trabalho/profissão e família; o cuidar dos idosos.

A organização assinala que as inscrições são limitadas, de “acordo com as regras em vigor”, e os participantes podem inscrever-se no programa completo ou apenas nas iniciativas que tenha interesse, até 20 de setembro.

A origem da Casa do Oeste, posteriormente Fundação João XXIII, remonta aos anos 60, tendo-se iniciado a sua concretização em 1972 como local para a realização das atividades dos movimentos rurais da Ação Católica do Patriarcado de Lisboa.

Com sede em Ribamar, concelho da Lourinhã, a Fundação é uma instituição canónica sem fins lucrativos, constituída juridicamente em 1991 que tem por finalidade a promoção e o desenvolvimento do meio rural, à luz da mensagem cristã.

CB

Igreja: Conferências missionárias dedicadas «à escuta do diálogo»
Set 30@21:00

Lisboa, 16 set 2021 (Ecclesia) – Os Institutos Missionários Ad Gentes (IMAG) e os seus animadores (ANIMAG), em colaboração com as Obras Missionárias Pontifícias (OMP), vão organizar um ciclo de cinco conferências, intitulado ‘À escuta do Diálogo’, por videoconferência, às 21h00, em setembro e outubro.

“Queremos abrir-nos à escuta e ao encontro na nossa diversidade, pois, como apela o título da mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Missões 2021: ‘Não podemos deixar de afirmar o que vimos e ouvimos’”, explicam os organizadores do ciclo de conferências.

O ciclo missionário ‘à escuta do Diálogo’ vai ser uma oportunidade de se cruzarem e de nas diferenças criarem “pontes” que levem a percorrer “caminhos de encontro, a entrar em relação com o outro”.

As conferências vão começar no dia 30 de setembro e continuam todas as quintas-feiras do mês de outubro, dias 7, 14, 21 e 28, às 21h00, por videoconferência.

Os encontros começam com o fundador do Centro de Diálogo Inter-religioso Shinmeizan, Franco Sottocornola, e a vice-presidente, Maria De Giorgi, sobre o verbo ‘escutar!’, depois, na primeira quinta-feira de outubro, Paulo Borges, da União Budista Portuguesa, vai desenvolver o tema ‘esvaziar-se’ e vão ‘encontrar-se’ com Diana Palanca, especializada em formação e assessoria intercultural, dia 14 do próximo mês.

O verbo ‘dialogar’ vai orientar a reflexão do xeque David Munir, imã da Mesquita Central de Lisboa, e o ciclo de conferências vai terminar com a partilha do presidente dos IMAG, o padre Adelino Ascenso, sobre ‘refazer-se’, a 28 de outubro.

Os IMAG e os Animadores dos Institutos Missionários Ad Gentes informam que o ciclo de reflexão, realizado no âmbito do mês missionário de outubro, é gratuito e as conferências “estão abertas a todos”, mas a inscrição é obrigatória, até dia 23 de setembro.

CB

 

Vida Consagrada: Marianos da Imaculada Conceição promovem XXIV Jornadas Culturais de Balsamão
Set 30@21:30_Out 3@13:00

Bragança, 12 ago 2021 (Ecclesia) – Os Marianos da Imaculada Conceição (MIC) promovem as XXIV Jornadas Culturais de Balsamão, de 30 de setembro a 3 de outubro de 2021, com  o tema “Diálogo Intercultural e Religioso”.

Segundo o comunicado enviado à Agência ECCLESIA do programa consta como oradores, entre outros, “Eugénio Fonseca, anterior presidente da Cáritas Portuguesa, D. José Cordeiro, bispo de Bragança-Miranda, Benjamim Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros e David Munir, Imã da Mesquita Central de Lisboa”.

O tema “Diálogo Intercultural e Religioso” vai ser o mote para a reflexão onde as áreas dos migrantes, refugiados e a experiência intercultural vão estar em destaque.

O encontro tem inscrições abertas até dia 20 de setembro.

SN

Out
2
Sáb
Igreja/Cultura: Braga acolhe exposição «75 anos do Opus Dei em Portugal»
Out 2 todo o dia

Braga, 14 Set 2021 (Ecclesia) – A cidade de Braga acolhe, a partir do dia 16 deste mês, no Museu Pio XII a exposição «75 anos do Opus Dei em Portugal».

A exposição que vai estar patente até ao dia 02 de outubro contém “14 painéis, com fotografias inéditas e de alguns objetos históricos, onde se contam os principais momentos da história desta instituição da Igreja Católica em Portugal”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

O programa inclui também a apresentação pública de um livro, uma conferência sobre o papel da mulher na sociedade atual e ainda atividades para crianças.

O Opus Dei está a celebrar 75 anos de trabalho em Portugal e a celebração que decorre ao longo do ano, tem como objetivo “dar graças pelos frutos do serviço a Deus, à Igreja e a tantas almas, bem como dar a conhecer a história destes 75 anos”, refere.

LFS