Esta será sexto encontro do chefe de Estado russo com um Papa

Cidade do Vaticano, 06 jun 2019 (Ecclesia) – O Papa Francisco vai receber o presidente russo, Vladimir Putin, a 4 de julho, no Vaticano, anunciou hoje o diretor da sala de imprensa da Santa Sé.

Este será o sexto encontro do chefe de Estado russo com um Papa, o último dos quais aconteceu a 10 de junho de 2015, numa audiência privada entre Francisco e Putin que teve os conflitos na Ucrânia e no Médio Oriente como principais pontos de agenda.

“É necessário empenho num sincero e grande esforço para realizar a paz. Todas as partes devem comprometer-se em cumprir os acordos de Minsk”, disse então o Papa.

Vladimir Putin ofereceu ao Papa um quadro da Basílica de São Salvador e explicou que esta igreja tinha sido destruída no período soviético tendo sido depois reconstruída; Francisco ofereceu ao líder russo um medalhão com a representação do anjo da paz que “convida à construção de um mundo de solidariedade e de paz fundado na justiça”, do artista Guido Veroi, e a Exortação Apostólica ‘Evangelii Gaudium’.

O primeiro encontro entre ambos tinha acontecido a 25 de novembro de 2013, numa audiência privada da qual saiu um apelo em favor da “via negocial” para ultrapassar o conflito na Síria.

Os dois responsáveis dedicaram “uma atenção especial” à busca da paz no Médio Oriente e à “grave situação na Síria” tendo o presidente russo agradecido a carta enviada pelo Papa, por ocasião da reunião do G20 que decorreu em São Petersburgo.

Na missiva, com data de 5 de setembro de 2013, Francisco apelou aos líderes das maiores potências económicas do mundo para que ajudem a encontrar uma solução pacífica para o conflito na Síria e deixem de lado “a ideia fútil de uma intervenção militar”.

Em 2007, o agora Papa emérito Bento XVI recebeu o presidente russo, abordando “temas bilaterais de interesse comum, relações entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa, e assuntos internacionais”.

Putin encontrou-se ainda, por duas vezes, com João Paulo II: em novembro de 2003 e em junho de 2000.

OC

Partilhar:
Share