Lisboa, 20 jan 2020 (Ecclesia) – O Instituto de Estudos Avançados em Catolicismo e Globalização (IEAC-GO) vai organizar, com o Município de Viseu, o Congresso Internacional ‘Limite(s): Experiências e Desafios da Humana Condição’, de 13 a 15 de março, no Instituto Politécnico de Viseu.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o IEAC-GO informa que o congresso vai discutir temas como a segurança e o desporto, as artes plásticas e a mente, as fronteiras e as migrações, o trans-humanismo e o ambiente, a moda, o humor e o futuro, questões de linguagem e decisões de vida.

O Instituto de Estudos Avançados em Catolicismo e Globalização destaca a participação de conferencistas como a filósofa Marta Mendonça e o divulgador científico David Marçal, o humorista Nuno Markl e a jornalista Cecília Carmo, os comentadores Rodrigo Moita de Deus e Carlos Daniel.

O segundo Congresso Internacional do IEAC-GO, que este ano organiza em parceria com o Município de Viseu, “deseja prosseguir a prática de convocar debates transversais e inclusivos” e ouvir a reflexão de académicos e de profissionais, num espaço “interdisciplinar de liberdade e procura, de construção e mútuo enriquecimento”.

Do programa destaca-se a participação dos artistas plásticos Luís Calheiros e Isabel Nunes e o crítico Miguel-Pedro Quadrio, o presidente da Autoridade Antidopagem, Manuel Brito, o especialista em emoções radicais Tiago Martins e a estudiosa da família Teresa Ribeiro.

‘Limite(s): Experiências e Desafios da Humana Condição’ é o nome do congresso que conta também com Paloma Díaz-Soloaga, investigadora de moda, e Manuela Portela, perita em recursos hídricos, Américo Baptista, “com a sua experiência de burn-out”, e José Pedro Fernandes para falar de globalização.

A organização informa que o evento “será creditado como ação de formação para professores”, e as inscrições podem ser feitas online.

Em fevereiro de 2019, o Instituto de Estudos Avançados em Catolicismo e Globalização organizou o primeiro congresso internacional, sobre ‘A Morte: Leituras da Humana Condição’, em Guimarães.

CB/OC

Partilhar:
Share