Foto Irmãs Hospitaleiras

Lisboa, 08 mai 2019 (Ecclesia) – A província portuguesa das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus começa a comemorar 125 anos da congregação em território nacional com uma celebração às 11h00, desta quinta-feira, na Casa de Saúde da Idanha, em Belas (Sintra).

Numa nota enviada à Agência ECCLESIA, as religiosas informam que o programa comemorativo começa com a celebração da Eucaristia, às 12h30 vão inaugurar o seu museu na Casa de Saúde da Idanha e, a partir das 14h30, está prevista uma sessão cultural.

“Destacamos a importância de celebrarmos o acontecimento fundante – 125 anos a recriar a hospitalidade, para fazer memória agradecida e para projetar a Hospitalidade em fidelidade criativa, continuando na rota de S. Bento Menni – Para a frente, para a frente… Hoje, com todos os que formamos a Família Hospitaleira”, lê-se num artigo de opinião da irmã Isabel Morgado, publicado no sítio online da Ecclesia.

A congregação em Portugal presta apoios de saúde, nas áreas da Psiquiatria e Saúde Mental a mais de três mil pessoas, tem cerca de 160 religiosas, em 12 centros assistenciais no continente e nos Arquipélagos da Madeira e dos Açores, que são apoiadas por dois mil colaboradores.

As Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus estão em 27 países de quatro continentes e têm como principal função “continuar no tempo, e nos diferentes contextos, a missão sanadora de Jesus de Nazaré, principalmente junto dos doentes psíquicos e físicos, dos mais pobres e necessitados”.

congregação religiosa foi fundada a 31 de maio de 1881, em Ciempozuelos – Espanha, por S. Bento Menni acompanhado por Maria Josefa Récio e Maria Angustias Giménez, e chegou a Portugal em 1894, o primeiro Centro Assistencial foi a Casa de Saúde da Idanha, em Belas – Sintra.

CB/OC

125 anos – uma travessia de amor

 

Partilhar:
Share