Braga, 21 fev 2020 (Ecclesia) – A Rede Mundial de Oração do Papa em Portugal (RMOP-Portugal) e a Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) vão dinamizar uma campanha pelos ‘Mártires e Heróis por amor’ na Quaresma, de 26 de fevereiro a 9 de abril.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a RMOP-Portugal e a AIS informam que a iniciativa pensada para a Quaresma 2020, que este ano começa a 26 de fevereiro, pretende “honrar e recordar aqueles que heroicamente ofereceram a sua vida por Deus e pelos seus irmãos”.

“A divulgação destas histórias pretende levar os inscritos nesta campanha a orar e a sensibilizar-se com a dramática situação dos cristãos perseguidos”, acrescentam.

Em cada dia, de 26 de fevereiro a 9 de abril, vão ser propostas “vidas” de sacerdotes, religiosas e leigos que foram “assassinados, raptados, presos ou desapareceram por seguirem Jesus” e as histórias são acompanhadas  por uma oração e uma descrição final sobre “o auxílio” prestado pela fundação pontifícia AIS.

“No Iraque, Síria, Iémen, Burkina Faso, Nigéria, Índia ou Somália, ser cristão pode significar a morte – ainda hoje, em 2020 – às mãos de extremistas”, alerta a Ajuda à Igreja que Sofre  que nesta iniciativa quer lembrar essas pessoas e comunidades que, “nos bastidores e em silêncio, deram as suas vidas”.

Segundo o comunicado, a campanha quaresmal ‘pelos mártires e heróis do século XXI’ inclui a divulgação, no dia de Carnaval (25 de fevereiro) e nos domingos da Quaresma, de duas edições d’O Vídeo do Papa “dedicadas aos cristãos perseguidos” e de quatro vídeos da AIS que abordam os contextos de vida dos cristãos presentes no Iraque, Nigéria, Paquistão e Síria.

A Rede Mundial de Oração do Papa em Portugal informa que a jornada de oração está disponível no seu sítio online e nas redes sociais (Instagram e Facebook) e os interessados podem também receber a proposta de oração, todos os dias, no seu e-mail, e a inscrição é online.

A Quaresma é um tempo de 40 dias que tem início com a celebração de Quarta-feira de Cinzas, este ano no próximo dia 26, marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência, que serve de preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário cristão.

CB

Partilhar:
Share