Fátima, 21 fev 2020 (Fátima) – O Secretariado Nacional de Liturgia (SNL) de Portugal está a organizar a nível nacional a participação da Igreja presente em Portugal no 52º Congresso Eucarístico Internacional, que decorre de 13 a 20 de setembro, em Budapeste, na Hungria.

‘Todas as minhas fontes estão em Ti. A Eucaristia: Fonte da nossa vida e da nossa missão cristã’ é o tema do encontro internacional e num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o SNL informa que a delegação portuguesa vai ser acompanhada pelo bispo de Bragança-Miranda, presidente da Comissão Episcopal da Liturgia e Espiritualidade (CELE) e delegado da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) para estes encontros.

“As fontes são o sinal da presença de Deus. A Liturgia, sobretudo a Eucaristia, é apresentada no Concílio Vaticano II como «cume e fonte da vida eclesial» (SC 10)”, assinala D. José Cordeiro.

O presidente da CELE explica que toda a atividade da Igreja “tende para a comunhão de vida com Cristo”, sendo na Liturgia que a Igreja “manifesta e comunica aos fiéis a obra da Salvação, realizada por Cristo de uma vez para sempre”.

O Secretariado Nacional de Liturgia informa que elaborou um programa para a participação portuguesa no Congresso Eucarístico Internacional, “em articulação com os delegados diocesanos”.

O SNL que, através da Comissão Episcopal da Liturgia e Espiritualidade da CEP, está a organizar a nível nacional a participação de Portugal no Congresso Eucarístico Internacional assinala ainda que “neste momento ainda há lugares disponíveis”.

O Secretariado Nacional de Liturgia de Portugal já publicou o livro ‘Todas as minhas fontes estão em ti’, um documento de preparação para o encontro internacional que tem 88 páginas, com as reflexões teológicas e pastorais, e é da responsabilidade do Comité Pontifício para os Congressos Eucarísticos Internacionais que está a organizar este evento.

D. José Cordeiro, delegado da Conferência Episcopal Portuguesa, desejou “uma boa preparação” do congresso para que seja “um autêntico sinal de fé, de esperança e de caridade para a Europa e para todo o mundo”, porque a Eucaristia “é sacramento que forma o corpo eclesial”.

CB

Partilhar:
Share