Pequim, 28 mai 2019 (Ecclesia) – O Palace Museum em Pequim (China) tem patente, de hoje a 14 de julho, 76 obras de arte popular, arte budista e arte católica da coleção chinesa dos Museus do Vaticano.

“É a primeira vez que os Museus do Vaticano organizam uma mostra com a maior instituição cultural da China” que é “um gesto concreto de alto valor simbólico”, foi declarado no comunicado à imprensa de apresentação da exposição «Beauty Unites Us – Chinese Art from the Vatican Museum».

A exposição é organizada pelo padre Nicola Mapelli, responsável pelo Departamento Anima Mundi dos Museus do Vaticano e por Wang Yuegong, responsável pelo Department of Palace Life and Imperial Ritual, refere o site VaticanNews.

Entre as peças expostas é de “particular importância um grupo de obras realizadas por artistas chineses que testemunham o encontro entre o cristianismo e as tradições artísticas da China”.

A exposição tem também duas “extraordinárias obras-primas originais”, pintadas a óleo, da Pinacoteca Vaticana: o «Repouso durante a Fuga para o Egito» (1570-1573) de Barocci e «Adão e Eva no Paraíso Terrestre» (final do século XVII) de Peter Wenzel.

LFS

Partilhar:
Share