«Um Natal para todos» é o objetivo da organização católica para o desenvolvimento

Lisboa, 12 nov 2019 (Ecclesia) – A Fundação católica Fé e Cooperação (FEC) começou a dinamizar a sua campanha de Natal ‘Presentes Solidários’, 11 no total, que contribuem para “mudar a vida de milhares de comunidades nos oito países lusófonos”, até 6 de janeiro.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a FEC informa que têm 11 presentes solidários para o Natal 2019, entre os 6 euros e os 250 euros, que vão apoiar comunidades em “todos os países lusófonos”.

O catálogo tem mesas e cadeiras para escolas afetadas pelo Ciclone Idai em Moçambique, refeições diárias para crianças acolhidas na Casa Bambran, na Guiné-Bissau, sacos de cimento para a construção de cinco salas de aula em três aldeias, em Angola, e aulas de mecânica para jovens do Centro de Acolhimento Irmãos Unidos, em Cabo Verde.

No sítio online www.presentessolidarios.pt existem também cadeiras de rodas e canadianas para idosos do lar D. Simoa Godinho, em São Tomé e Príncipe, kits para a prevenção da dengue para as comunidades de Santarém, na região amazónica do Brasil.

“Entre muitas outras propostas verdadeiramente transformadoras” estão ainda bolsas de voluntário para a formação dos voluntários portugueses que partem em missões internacionais ou um par de sapatilhas e uma mochila para crianças e jovens da região de Padiae, em Timor-Leste.

A Fundação católica Fé e Cooperação realça que a campanha ‘Presentes Solidários’ traduz o slogan ‘Dar a Duplicar!’, ou seja, os presentes são postais de Natal que se enviam “a um familiar ou amigo” – por email ou para uma morada – e, simultaneamente, é enviado o “bem concreto” para a comunidade lusófona.

Na edição de 2018, a organização angariou 2271 presentes solidários que apoiaram “mais de 3750 crianças e jovens nos países lusófonos”, ao longo deste ano.

Criada em 1990, a FEC é uma organização não-governamental para o desenvolvimento com mais de 25 projetos em Angola, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal.

O organismo da Conferência Episcopal Portuguesa tem como missão promover “o desenvolvimento humano integral”, com a visão de construir uma sociedade onde “cada pessoa possa viver com dignidade e justiça”.

CB/OC

Partilhar:
Share