Lisboa, 06 Jan 2020 (Ecclesia) – O Museu do Patriarcado de Lisboa pretende dar a conhecer a “complexidade histórica e patrimonial” do Mosteiro de São Vicente de Fora e está a organizar um ciclo de visitas guiadas a este monumento no primeiro trimestre deste ano.

Esta iniciativa é composta por seis visitas temáticas, no primeiro e terceiro sábado de cada mês, às 10h30, com duração de 01h30, e a primeira (04 de janeiro) abordou o tema «O Real Panteão dos Bragança», refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

«O Quotidiano no Mosteiro» (18 de janeiro); «A Azulejaria do Mosteiro» (1 de fevereiro); «Enterramentos em São Vicente» (15 de fevereiro); «História do Patriarcado de Lisboa» (7 de março) e «Arquitetura e Artes Decorativas do Mosteiro» (21 de março) são os temas das visitas seguintes.

Com estas sessões, o participante tem a “oportunidade de conhecer o Mosteiro de São Vicente de Fora de forma mais aprofundada”.

Por outro lado, os visitantes são levados a partes do mosteiro que “não são habitualmente visitáveis” como «A Casa dos Túmulos», «A história de José do Egipto em azulejo» e o «Carneiro», refere um comunicado do Museu do Patriarcado de Lisboa.

Para além destas seis visitas, haverá também as de carácter geral, que se realizam no último Domingo de cada mês (dias 26 de janeiro, 23 de fevereiro e 29 de março).

O Mosteiro de São Vicente de Fora, para além de monumento nacional, é também uma “preciosa testemunha” da história nacional e “uma jóia do património português”.

A partir do século XIX o mosteiro foi ocupado por diferentes instâncias e é nele que atualmente está instalada a Cúria Diocesana do Patriarcado de Lisboa, à qual pertence a tutela do monumento.

LFS

Partilhar:
Share