Faro, 07 set 2019 (Ecclesia) – O bispo do Algarve vai receber hoje, Dia do Município de Faro, a Medalha de Ouro da cidade.

D. Manuel Quintas vai ser agraciado na sessão solene que terá lugar, a partir das 09h30, na Universidade do Algarve, no auditório 1.5 do Complexo Pedagógico da Penha, para nas comemorações dos 40 anos da criação daquela academia, realça o jornal da diocese «Folha do Domingo»

Em ofício a que a ‘Folha do Domingo’ teve acesso, a Câmara de Faro destaca que o Regulamento das Distinções Honoríficas do município “foi criado com a finalidade de homenagear publicamente pessoas singulares ou coletivas, nacionais ou estrangeiras, que contribuam para o engrandecimento e dignificação do Município de Faro, bem como aquelas que se notabilizem pelo seu reconhecido mérito, prestígio, cargo, ação, serviços ou contributos para a comunidade”.

A autarquia explica ainda que a distinção ao prelado, por proposta sua, resultou de uma deliberação da Assembleia Municipal de 26 de julho deste ano.

D. Manuel Neto Quintas nasceu em Mazouco, concelho de Freixo de Espada à Cinta (Trás-os-Montes), em 27 de agosto de 1949 e frequentou o Seminário Padre Dehon, (Porto), da Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos), entre 1960 e 1964, completando os estudos liceais no Instituto Missionário de Coimbra, entre 1964 e 1968.

Frequentou os dois primeiros anos do curso de Filosofia e de Teologia no Instituto Superior de Estudos Teológicos (ISET) de Lisboa, entre 1969 e 1971, fazendo parte do primeiro grupo de estudantes da Província Portuguesa dos Sacerdotes do Coração de Jesus que formaram a comunidade do Seminário de Nossa Senhora de Fátima, em Alfragide.

Foi ordenado presbítero a 12 de junho de 1977 em Coimbra, pelo bispo da diocese D. João Alves, na abertura, em Portugal, da celebração do primeiro centenário da sua congregação.

Entre 1989-1991 frequentou em Roma, no Instituto Claretianum, o curso de Teologia da Vida Religiosa e algumas cadeiras de espiritualidade no Instituto Teresianum.

Participou no governo provincial, como vice-provincial entre 1982-1988; como conselheiro provincial entre 1991-1994; como Superior Provincial desde 1994 até 30 de junho de 2000, dia em que o papa João Paulo II o nomeou bispo auxiliar do Algarve, terminando o seu segundo triénio de exercício neste cargo.

Foi ordenado bispo a 3 de setembro de 2000 na Sé de Silves e tornou-se bispo titular da Diocese do Algarve a 22 de abril 2004.

LFS

Partilhar:
Share