Porto, 14 jan 2021 (Ecclesia) – A Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS) vai assinalar 40 anos de existência, esta sexta-feira, numa sessão “comemorativa simbólica” online, celebrando o trabalho como “rosto e voz de milhares de Instituições Particulares de Solidariedade Social “(IPSS).

Em comunicado enviado hoje à Agência ECCLEISA, a CNIS informa que o presidente da direção, o padre Lino Maia, vai fazer uma breve declaração evocativa dos 40 anos da confederação e vai ser apresentado um estudo sobre ‘As respostas sociais no percurso de cuidados à pessoa com dependência’.

A Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade explica que este é um estudo que “aborda a situação do envelhecimento da população portuguesa”, com os “grandes objetivos” de “compreender e caracterizar” a dependência das pessoas cuidadas nas respostas sociais de Estrutura Residencial Para Idosos e Centro de Dia e “desenvolver um modelo de cuidados adequados à nova realidade de dependência dos mais idosos”.

O estudo que foi desenvolvido por investigadores da Universidade de Évora vai ser apresentado pelo professor e investigador Manuel Lopes, que coordenou o projeto.

O comunicado informa que a sessão dos 40 anos vai ser partilhada nos sítios online da CNIS e do jornal ‘Solidariedade’, bem como na página do órgão de informação da confederação no Facebook, na manhã desta sexta-feira.

A sessão comemorativa vai decorrer online, por causa dos constrangimentos da pandemia, e neste contexto.

A Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade congrega duas federações da área da deficiência, três uniões regionais, 17 uniões distritais e 3026 IPSS, constituindo-se como “a maior e mais representativa organização do Sector Social Solidário”.

A 15 de janeiro de 1981 foi constituída, por escritura pública, a União das IPSS, com 43 instituições, na sequência do segundo congresso das Instituições Privadas de Solidariedade Social, realizado nos dias 14 e 15 de junho de 1980, no Porto; o “grande crescimento” e as necessidades cada vez maiores de representação das instituições “exigiu uma reestruturação organizacional” e a CNIS surgiu em 2003.

CB/OC

Partilhar:
Share