Cascais, 16 abr 2019 (Ecclesia) – O Grupo de Teatro Musical Religioso (GTMR), do Centro Comunitário da Paróquia da Parede, vai apresentar o musical ‘LÚCIA – O Início de Fátima’, nos dias 12 e 18 de maio, no Colégio de São João de Brito, em Lisboa.

“Conta a história de Lúcia e dos Pastorinhos de Fátima retratando fielmente a vida dos mais humildes e o ambiente que se vivia no início do século XX em Portugal aquando dos milagres observados em Fátima”, contextualiza Tiago Sepúlveda, responsável do GTMR.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, explica que o musical ‘LÚCIA – O Início de Fátima’ é um espetáculo que “fala ao coração e à alma” e que “não vai deixar ninguém indiferente” com dezenas de talentosos atores, amadores e profissionais, de todas as idades.

O Grupo de Teatro Musical Religioso vai levar a peça a cena nos dias 12 e 18 de maio, respetivamente às 16h00 e às 21h00, no auditório do Colégio de São João de Brito, em Lisboa.

O musical ‘LÚCIA – O Início de Fátima’ estreou a 13 de maio de 2018, um ano depois do Centenário das Aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria.

Do trabalho de Tiago Sepúlveda e do GTMR destacam-se também os musicais ‘Jardim do Éden’, o primeiro musical original pelos 25 anos do Centro Comunitário da Paróquia da Parede, ‘O Astrónomo’, baseado num conto do padre Jesuíta Nuno Tovar de Lemos, e ‘CLARA – Uma Luz na noite’, nos 175 anos do nascimento de Maria Clara do Menino Jesus, fundadora das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição.

‘Evangelizar em família através das artes’ é o lema do Grupo de Teatro Musical Religioso fundado em 2013.

No comunicado, e para o futuro próximo, o grupo anuncia o musical ‘Fogo no Coração’, com data prevista para novembro deste ano, o primeiro projeto com música original de Hugo Reis, com duração de 1h30.

O GTMR divulga também que tem em desenvolvimento um “novo musical” sobre a vida de Baden Powell para apresentar no verão de 2022 em Lisboa, pela Jornada Mundial da Juventude que o patriarcado e a Igreja Católica em Portugal vão organizar.

Segundo o Grupo de Teatro Musical Religioso, o trabalho vai fazer “a abordagem da relação entre” o fundador dos escuteiros Baden Powell (1857-1941) e o padre Jacques Sévin (1882-1951), sacerdote Jesuíta francês fundador do escutismo católico.

CB

Partilhar:
Share