Porto, 15 out 2019 (Ecclesia) – Para celebrar os 50 anos do regresso de D. António Ferreira Gomes do exílio e os 60 anos da carta a Salazar, a Fundação SPES e o Cabido da Sé do Porto organizam, dia 18 deste mês, um colóquio e um momento de teatro e música.

A primeira parte da iniciativa – reflexões e debate – decorre no Auditório do Paço Episcopal e conta com uma intervenção de José Barreto que falará sobre «O exílio do Bispo do Porto e a diplomacia da Santa Sé», refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O historiador Paulo Fontes apresenta também uma reflexão sobre «D. António Ferreira Gomes e o movimento católico do século XX» e no final da tarde realiza-se uma mesa redonda, moderada pelo jornalista Júlio Magalhães, com intervenções de Amândio Azevedo; Levi Guerra; Jorge Cunha e Emanuel Brandão.

A noite do dia 18 deste mês será de evocação de D. António Ferreira Gomes, na Sé do Porto, com um momento de teatro e música com o título «Um bispo para sempre».

Nesta iniciativa vai ser feita a estreia de uma peça musical de Fernando Lapa sobre o poema de Sofia de Melo Breyner Andresen «D. António Ferreira Gomes».

LFS

Partilhar:
Share