Guarda, 09 ago 2019 (Ecclesia) – O bispo da Guarda explica que a peregrinação diocesana a Fátima tem uma “especial preocupação pelos jovens” e querem também “apresentar a Nossa Senhora o desejo” de cuidarem das famílias, nos próximos dias 21 e 22, no santuário mariano.

“Leva consigo, em particular, o desejo de ajudar os jovens a descobrirem-se a si mesmos e a assumirem as responsabilidades que o momento presente lhes impõe”, escreve D. Manuel Felício.

Na mensagem à diocese explica que a “especial preocupação pelos jovens” surge depois do Sínodo dos Bispos de 218, a partir do qual foi a exortação apostólica do Papa Francisco ‘Christus vivit’ e quando estão a preparar a próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude em 2022, que se vai realizar em Portugal, no Patriarcado de Lisboa.

O bispo assinala que vão em peregrinação a Fátima para “colocar aos pés de Nossa Senhora” os seus propósitos, planos e programas pastorais do novo ano 2019-2020.

“Queremos também apresentar a Nossa Senhora o desejo de, durante os próximos três anos, cuidarmos especialmente das nossas famílias, procurando levar à prática, da melhor maneira, as orientações que nos vieram quer dos dois sínodos sobre a Família quer da exortação apostólica do Papa Francisco ‘Amoris Laetitia’”, desenvolveu.

D. Manuel Felício sublinha que vão pedir à “Mãe Santíssima que abençoe todos” estes propósitos e sobretudo que sejam “assumidos com determinação” por todas as comunidades e também que todos se empenhem na sua concretização.

“Tudo isto para que a Igreja, que nós somos, cumpra bem o mandato missionário recebido do Mestre, que continua a enviar-nos para levarmos ao mundo a beleza do Evangelho, neste caso especialmente aplicado aos jovens e às famílias”, explica o bispo da Guarda.

A peregrinação diocesana ao Santuário de Fátima começa às 17h00 de 21 de agosto e termina no dia seguinte, às 13h00.

CB

Partilhar:
Share