Lisboa, 04 mai 2021 (Ecclesia) – A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (FAIS) desafia os portugueses a participarem numa jornada de oração durante o mês de maio pelos cristãos perseguidos, pela paz no mundo e também pelo fim da pandemia do coronavírus.

“Calcula-se que mais de 646 milhões de cristãos vivem em países onde a liberdade de culto não é respeitada e isto significa que muitas comunidades estão atualmente em situação de profunda insegurança, nomeadamente em África, onde há sinais de uma ofensiva gradual e cada vez mais agressiva por parte de grupos terroristas”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA

Os cristãos são a comunidade religiosa “mais perseguida no mundo” e o Relatório da Fundação AIS, divulgado no dia 20 de Abril, “é taxativo nesta constatação”.

Perante este cenário tão adverso, a Fundação AIS volta a lançar um “grande desafio aos portugueses” que é rezar, ininterruptamente, o terço durante este mês de Maio.

“Rezar aproxima-nos uns dos outros”, diz Catarina Martins de Bettencourt, directora da Fundação AIS

Por isso, a responsável convida os portugueses para “esta jornada de oração com esse propósito tão preciso e tão especial de lembrar os cristãos perseguidos, de lembrar todas as vítimas do terrorismo, e de lembrar também o sofrimento causado em tantas famílias pelo Covid19”.

LFS

Partilhar:
Share